…” queimar em lume brando…”

Portugal, nos últimos anos recuou no respeito pela vida de terceiros.

Vem ao caso o final do processo dos vistos gold ( de que tem afinal poucos vistos gold ) e a inocência de Miguel Macedo que conheci nas minhas diambulações pelo interior do país no exercício da minha actividade profissional de jornalista.

Era um excelente Ministro que sempre tive como sério.

Faço notar aos interessados que nem sou do seu Partido.

Uma carreira política consolidada e em ascensão foi atirada para o caixote do “lixo” com aa investigação do MP (Ministério Público) apoiada pelos jornais (pasquins) que “assassinam pessoas” sem que a justiça os feche, penalize, julgue…

Ontem, Miguel Macedo entre outros, foram completamente inocentados após 4 anos de exposição pública miserável.

E agora, pergunto, como ressarcir este cidadão e a Família?

Outros casos já aconteceram, outros vão acontecer e a PGR nada faz.

O sentimento é de insegurança para todos.

Basta enviar uma carta anónima ao MP, depois fazer algumas chamadas de teor comprometedor, telefones já sob escuta após a miserável carta anteriormente referida e lá está o CM à porta do infeliz cidadão que se pretende atingir e queimar em fogueira pública como na inquisição.

O sinal é de alarme, ninguém está a salvo, por isso, independentemente das nossas posições políticas, devemos combater este cancro que a qualquer um pode atingir.

Director

Publicado em Comunidades, Destaques, Justiça, Oleiros | Tags , | Publicar um comentário

Unidade Móvel de saúde de Proença-a-Nova realiza 2921 atendimentos em 2018

Unidade Móvel de Saúde realiza 2921 atendimentos em 2018

A Unidade Móvel de Saúde (UMS), serviço disponibilizado pela Câmara Municipal de Proença-a-Nova, registou em 2018 um total de 2.921 atendimentos, 324 dos quais a utentes que usaram este serviço pela primeira vez, em 390 saídas às aldeias e centros de dia do concelho.

No balanço do ano, destaque ainda para as duas ocorrências em que o técnico da UMS teve que acionar a emergência médica, os seis casos de encaminhamento para as urgências e as 15 situações em que os utentes foram aconselhados a marcar consulta com o médico de família.

Dos 324 novos utentes que a Unidade Móvel de Saúde atendeu no ano passado, 137 não residem no concelho de Proença-a-Nova, número explicado em parte pela participação nos rastreios gratuitos realizados nas praias fluviais e zonas de lazer do concelho nos meses de julho e agosto, no âmbito da iniciativa “Proença Anima o Teu Verão”. Entre os rastreios realizados, estão os testes de glicémia, colesterol e triglicéridos, as avaliações de tensão arterial, de saturação de oxigénio no sangue (SpO2), de temperatura, de peso e de índice de massa corporal, entre outros.

Paralelamente, foram desenvolvidas ações de sensibilização junto de idosos, crianças ou utentes das praias fluviais, abordando temas como a alimentação saudável, a importância da hidratação, cuidados a ter com a exposição solar, diabetes, hipertensão ou colesterol. O técnico de diagnóstico e terapêutica da Unidade Móvel de Saúde ministrou ainda ações de formação em suporte básico de vida, primeiros socorros e prevenção de acidentes aos funcionários dos Centros de Dia e do Pré-escolar do concelho.

Publicado em Destaques, Proença-a-Nova | Tags , , , | Publicar um comentário

EDITORIAL – Brasil, uma hora trágica

EDITORIAL

Assistimos hoje, primeiro dia do ano de 2019 a uma posse de um novo presidente de um país irmão, tristes e preocupados.

Os sinais preocupantes estão a confirmar-se.

Ouvir o vice-presidente General Morão fez lembrar o barulho de uma bota cardada.

O Brasil, uma república federativa com 26 estados, foi hoje entregue oficialmente a uma igreja universal e a um “bispo…!!!”, Edir Macedo, sem contemplações.

Ver algum daquele povo ignorante que votou Bolsonaro, deixa uma enorme preocupação sobre o que vai acontecer a muitos Amigos que por lá temos.

As entidades oficiais que foram à posse é reveladora do que vai concretizar-se.

Orban da Hungria, Natanyau de Israel e alguns presidentes da CPLP e de pequenos países da américa do sul, mas poucos, foi para Bolsonaro um revés.

Entronca aqui a presença de Marcelo Rebelo de Sousa e a preocupação que a mesma gera, mas, é indiscutível, seria muito difícil não estar presente. Portugal também possui ali uma enorme comunidade, integra aa CPLP e, os governos passam e os países ficam…por isso, institucionalmente aceito, pessoalmente reprovo.

O Brasil já foi uma democracia, uma ditadura e assim sucessivamente se vai modificando. Desta vez, provávelmente, demorará longo tempo a regressar ao bom caminho, matéria em que espero estar enganado.

Mas, ver o Juíz Moro como Ministro da Justiça, uma pastora como ministra das questões sociais e 6 generais, não são notas de somenos.

Esteve bem Fernando Henrique Cardoso e, evidentemente Dilma Rousset em não estarem presentes.

Termino, desejando que o Brasil regresse à Democracia num tempo em que ainda possa assistir.

Director

Director

  • Paulino Fernandes
  • Director
Publicado em Destaques, Editorial, Nacional, Oleiros | Tags , , | Publicar um comentário

Magusto da Isna é já dia 17 de Novembro

A Associação Ribeira da Isna informa que o seu Magusto anual é já dia 17 de Novembro.

Vá e aprecie esta importante freguesia de Oleiros, nomeadamente nas suas notas históricas muito relevantes.

Sabia que Dom Carlos I dormiu uma noite na Isna?

Vá ver a casa que precisa de recuperação mas é um marco.

Publicado em Destaques, Isna | Tags , | Publicar um comentário

Primeiro Congresso do Partido Aliança é em Évora

9 e 10 de Fevereiro são as datas aprovadas para o Congresso em Évora

O primeiro congresso do partido de Pedro Santana Lopes vai realizar-se em Évora, nos dias 9 e 10 e Fevereiro.

Há pouco mais de quinze dias, o PÚBLICO já tinha anunciado que os apoiantes de Santana Lopes se reuniriam em conclave no primeiro fim-de-semana de Fevereiro em Torres Vedras, Porto ou Évora. Foi escolhida a terceira opção.

Ao que o PÚBLICO apurou, a comissão instaladora do partido terá 21 elementos e a comissão executiva será formada por sete membros.

No congresso serão eleitos os órgãos da Aliança: o senado (que é equiparado ao Conselho Nacional desconhecendo-se neste caso o número de membros) que costuma ser o órgão máximo entre congressos), o conselho de jurisdição e a comissão de auditoria.

  • Com Fontes, Público e Redacção
Publicado em Destaques, Política | Tags , | Publicar um comentário

Grupo de nascidos em 1963 em Oleiros reuniu na Isna

Grupo de nascidos em 1963 em Oleiros visitou a Isna

Como em todos os anos desde 2003, este grupo com ligações fortes, realizou o 15º almoço, na Isna que este ano os recebeu contando com 115 convivas, um número sempre a crescer. Foi um dia de intenso convívio ue acabou com a maarcação do próximo encontro em 2019 na Freguesia do Sobral.

A equipa desste ano com o Alberto Ladeira, Maria do Céu e o Marcolino na liderança, esmerou-se como sempre e proporcionou um dia que começou pelas 10H00 e acabou pelas 22H00,visitando ao longo do dia pontos de interesse como a Ponte da Isna, visitou adegas, realizou a Missa com os Padres de sempre e almoçou (bom almoço, cabe aqui a nota especial ao cozinheiro).

Ponte da Isna

Ponte da Isna

Etelvina

Etelvina

Amigas convivem

Amigas convivem, Etelvina, Ivone e e Otília

belo bolo

belo bolo

quadro de organizadores

quadro de organizadores

Castanhas na casa do Alberto

Castanhas na casa do Alberto

parte do grupo

parte do grupo

Breves notas sobre a freguessia da Isna

O topónimo desta freguesia Isna reveste-se de alguma curiosidade, pois pode derivar de isanu “lugar de difícil acesso”, issanare “lugar saudável” ou igeana “limite do território Egitanense”.

Freguesia desde o ano de 1793 situa-se a Sul de Oleiros, com uma área de 27,9 Km2, mantendo características muito próprias, porventura fruto do seu isolamento, bastante acentuado pela serra do Cabeço da Rainha, onde se encontra o ponto mais alto do concelho.

Isna é um aglomerado populacional antigo, situado em terras férteis e com abundância aquífera, tendo-se desenvolvido a partir da Ribeira da Isna pela encosta de declives suaves.

Terra de forte tradição cinegética, por estas paragens andou El rei D. Carlos I em caçadas, atraído pela abundância de veados e javalis, tendo pelo menos uma noite prenoitado numa casa cuja foto exibimos. 

Rua Dom Carlos I

Rua Dom Carlos I

Casa onde dormiu El-Rei Dom Carlos I

Casa onde dormiu El-Rei Dom Carlos I

 

 

 

 

 

Na povoação existe uma rua com o seu nome, atestando este facto e um fontanário por ele mandado construir, a “Fonte das Mulheres”, há muito reclamado pela população feminina.

Nesta freguesia existem muitos soutos de castanheiros e searas de milho.

A broa de milho que aqui se faz é magnífica, como não se faz em mais nenhum lugar.

Desta freguesia fazem parte alguns aglomerados populacionais dos quais se destaca a Ribeira da Isna. O orago desta freguesia é Nossa Senhora das Dores.

Publicado em Destaques, Isna, Sobral | Tags , , | Publicar um comentário

Momento de esperança para o interior

João Paulo Catarino, ex-Presidente da Câmara de Proença-a-Nova, ascende a Secretário de Estado para a valorização do Interior.

Conhecedor da problemática do interior de Portugal, marca um momento de esperança para todo o interior de Portugal.

O nosso Jornal e o Director, saúdam este acontecimento e notam a reacção práticamente unânime de aplauso.

Boa sorte João Paulo Catarino (Eng).

Posse de João  Paulo Catarino como Secretário de Estado

Posse de João Paulo Catarino como Secretário de Estado

Publicado em Destaques, Economia, Proença-a-Nova | Tags | Publicar um comentário

Um ano após os incêndios. Tempo de agradecer

Um ano após os incêndios. Tempo de agradecer.

O dia 15 de outubro de 2017 ficará para sempre marcado na memória dos Oleirenses.

Tal como esta data, outras antes desta foram sinónimo de infortúnio, mas nunca como em 2017 se formou uma onda de solidariedade de norte a sul do país, rumo ao nosso concelho. Devido às dimensões extraordinárias destas ofertas, torna-se quase impossível e ingrato agradecer individualmente.

No entanto, foram mais de 50 coletividades/associações, empresas, Municípios (entre outros) que fizeram chegar tudo o que de mais básico faltava.

Foram outras tantas dezenas de particulares que fizeram chegar o seu apoio, sendo que muitos deles fizeram questão de trazer um abraço amigo e uma palavra de apoio às pessoas afetadas, entregando-lhes diretamente as suas doações.

De tudo um pouco chegou ao nosso concelho, desde materiais de construção, alimento para gado, produtos de higiene, roupas, móveis, eletrodomésticos, brinquedos, e alimentos que continuam a chegar para fazer face às necessidades que ainda persistem.

Arderam 14.855,51 hectares no passado ano, o que corresponde a 31,52% do concelho. Algumas freguesias arderam quase na totalidade, nomeadamente o Sobral (94%) e a Madeirã (91,06%), e outras como Álvaro e Mosteiro ardeu mais de metade do território. Relativamente aos prejuízos agropecuários, as freguesias de Álvaro, Sobral, Madeirã, Orvalho e Mosteiro tiveram prejuízos na ordem de um milhão de euros, por freguesia.

Em Infraestruturas Municipais – estradas, edifícios, equipamento de lazer, etc. – as perdas avaliadas chegaram a aproximadamente 3,5 milhões de euros.

O cenário era de destruição, e temos consciência de que todo o apoio de particulares/empresas foi fundamental para que se reconstruíssem casas e para que se devolvesse a normalidade à vida de todos os afetados.

O negro não desaparece das memórias, mas a entreajuda fez renascer o verde de esperança.

Em nome de todos os Oleirenses, o Município agradece hoje, de forma simbólica, a quem aqui deixou a sua marca, que perdura e que permite que estas gentes não caiam no esquecimento.

Um agradecimento muito especial às seguintes entidades:

  • Cáritas Diocesana de Portalegre/Castelo Branco na pessoa do seu Presidente Elicídio Bilé
  • Federação Portuguesa de Futebol na pessoa do Dr. Fernando Gomes
  • DDN – Gestão, Coordenação e Fiscalização na pessoa do Engº Carlos Oliveira
  • Banco Alimentar na pessoa da sua Presidente Isabel Jonet
  • Fundação EDP na pessoa da Dra. Margarida Pinto Correia
  • Grupo Olissippo Hotels
  • Fábrica da Igreja das Sarnadas de S. Simão
  • Remodelações LDA.
  • Paulo Duarte Unipessoal LDA.
  • Município de Oeiras
  • Município de Mação
  • Município da Sertã
  • Município de Vila Pouca de Aguiar
  • Município de Monforte
  • Município de Fronteira
  • Município de Proença-a-Nova
  • Município de Coruche
  • Município de Vila Pouca de Aguiar – Gabinete de Proteção Civil
  • Município de Marvão
  • Junta de Freguesia de Aranhas
  • Exército Português
  • João de Sousa Baltazar SA.
  • Trave Mestra
  • Lusiaves
  • Soferragens
  • Associação Salir do Porto
  • Casa do Benfica de Oleiros
  • Associação de Festas Lardosa 2017
  • Associação ARCA
  • Universidade Sénior de Valongo
  • Motoclube de Setúbal
  • IPA – International Police Association Portugal
  • Tertúlia 12/ Associação do Cansado
  • Hotel D. Manuel – Marvão
  • Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola EB2 de Resende
  • Centro Social e Paroquial Padre Abílio Mendes
  • Enercon
  • Joinco
  • Recheio
  • RSA – Reciclagem de Sucatas Abrantina, SA.
  • Albifrutas
  • Lions Clube de Castelo Branco
  • Keller Williams Pr1me
  • Fundação Lions International
  • Rotary Club de Castelo Branco
  • Cruz Vermelha de Castelo Branco
  • Jumbo de Castelo Branco

A todos os voluntários em geral, e aos voluntários da Universidade Sénior de Oleiros em particular, o nosso reconhecimento. Agradecimento também muito sentido a todos os particulares, e foram muitos, que nos ajudaram.

Finalmente, aos Bombeiros Voluntários de Oleiros que mais uma vez arriscaram as suas vidas com bravura numa situação sem descrição possível. Bem-Hajam!

  • Oleiros

    Oleiros

Publicado em Destaques, Oleiros | Tags , | Publicar um comentário

João Paulo Catarino ascende a Secretário de Estado

Novas secretarias de Estado da Valorização do Interior e da Defesa do Consumidor

. João Paulo Catarino com a pasta da Valorização do Interior

O primeiro-ministro decidiu criar novas secretarias de Estado da Valorização do Interior e da Defesa do Consumidor, ocupadas respetivamente por João Paulo Catarino e João Torres, ambas na tutela do ministro Adjunto e da Economia.

O novo secretário de Estado da Defesa do Consumidor, João Torres, é mestre em engenharia civil, foi líder da Juventude Socialista entre 2012 e 2016 e, atualmente, ocupa o lugar de vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS.

João Paulo Catarino, o novo secretário de Estado da Valorização do Interior, é licenciado em engenharia agronómica e bacharel em engenharia de produção florestal e, entre 2005 e 2016, foi presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova. Desde julho de 2017 exerce as funções de coordenador da Unidade de Missão para a Valorização do Interior.

De acordo com a nota publicada no portal da Presidência da República, sob a tutela do ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, passará também a haver uma Secretaria de Estado da Economia, ocupada por João Correia Neves, desparecendo pastas com designação específica de Comércio e de Indústria.

Publicado em Castelo Branco | Tags , | Publicar um comentário

Tratado de Zamora debatido no Estreito (Oleiros)

Palestra em Estreito

A Real Associação da Beira Interior, com apoio da Junta de Freguesia de Estreito, organizou dia no edifício da Junta de Freguesia local uma palestra subordinada o tema – “Tratado de Zamora”.

O orador convidado foi o historiador e militar António Mateus Alves.

            Na Mesa que presidiu o evento estiveram o orador, a Presidente da Junta de Freguesia de Estreito – Regina Fernandes, o Presidente da Câmara Municipal de Oleiros – Fernando Jorge, o Presidente da Assembleia Municipal de Oleiros – José Santos Marques, a Presidente da Real Associação da Beira Interior – Elisa Vasconcelos e Sousa e o Assessor da Presidente da Real Associação da Beira Interior – Rui Mateus.

            Duas datas importante se comemoram em Portugal, o 05 de Outubro de 1143 com o Tratado de Zamora e o 05 de Outubro de 1910 com a implantação da república.

            A primeira república foi de 1910-1926, com um regime instável com governos a caírem sucessivamente e com 9 presidentes da republica. Efectivamente a instabilidade dos regimes em Portugal começaram a surgir com o liberalismo – Monarquia Constitucional 1834-1910, mas mais acentuadamente com a primeira república e a entrada de Portugal na I Guerra Mundial do qual se perderam 10.000 vidas. Com esta situação de verdadeira catástrofe avança em 1926 a II república com a ditadura militar 1926-1933 e o Estado Novo 1933-1974.

            Recuando no tempo a Península Ibérica nomeadamente Portugal teve como primeiros povos há milhares de anos antes de Cristo os Iberos e os Celtiberos (que passaram a Lusitanos), mais tarde apareceram os Vetões, os Fenícios, os Cartagineses, os Berberes e os Hebreus. Com a conquista do Império de Roma no Século II antes de Cristo, os romanos dominaram a Península Ibérica até ao ano de 476 depois de Cristo, que foi o ano da queda do Império de Roma, o fim da Antiguidade e o início da Idade Média. Na Península Ibérica apareceram vários povos bárbaros, mas o domínio da Hispânia foi para os visigodos até 711. Em 711 até 1492 os árabes – muçulmanos estiveram na Península Ibérica, houve várias guerras com a reconquista cristã e a formação de vários Reinos cristãos nomeadamente Portugal.

            Portugal antes de ser Reino Independente foi um Condado, cujo primeiro Conde foi Vimara Peres em 868, depois surge o Condado Portucalense com os Condes Dom Henrique e Dona Teresa.

            Dom Afonso Henriques ou Afonso I de Portugal (primeiro Rei de Portugal), filhos dos Condes do Henrique da Borgonha e Dona Teresa filha bastarda de Afonso VI rei de Leão de Leão e Castela, primo de Afonso VII de Leão e Castela, primo de Hugo de Payns (primeiro Grão-Mestre da Ordem dos Templários) e de São Bernardo de Claraval da Ordem de Cister, desde muito jovem cria formar um novo Reino na Península Ibérica, transformando o Condado Portucalense em Reino de Portugal.

            Em 24-VI-1128 com a Batalha de São Mamede, surge a “Primeira tarde de Portugal” (no dizer de Alexandre Herculano), Dom Afonso Henriques, vence os exércitos de Dona Teresa e de Fernão Peres de Trava.

            Em 25-VII-1139 com a Batalha de Ourique Dom Afonso Henriques é aclamado Rei de Portugal.

            Em 05-X-1143 com o Tratado de Zamora e com o reconhecimento do novo Reino de Portugal (cujo texto não existe) por parte de Afonso VII de Leão e Castela e da Santa Sé por parte do Cardeal Guido de Vico. Dom Afonso Henriques também teve ajuda do Arcebispo de Braga Dom João Peculiar.

Pode se dizer que Portugal torna-se mesmo um novo Reino no dia 05 de Outubro de 1143 com o Tratado de Zamora.

O documento referente a Zamora aparece entre 5 a 6 meses após o suposto Tratado de Zamora com a carta “Clavis Regnis Caelesps”.

            Em 25-V-1179 com a Bula “Manifestus Probatum”, o reconhecimento oficial por parte da Santa Sé do Reino de Portugal.

            Portugal, foi crescendo com várias conquistas até 1248 e assim definindo definitivamente as suas fronteiras e tornando-se a Nação mais antiga da Europa.

            Em 1415 Portugal cresce com a expansão e depois com os Descobrimentos Marítimos, tornando-se a potencial mundial número 1 e o português como língua franca.

Publicado em Destaques, História | Tags , , | Publicar um comentário