Aliança alcança notável resultado ainda sem actividade política significativa

A poucos meses das Eleições Europeias, o Aliança liderado por Pedro Santana Lopes exibe capacidades importantes e surpreende com uma previsão de 4% ainda sem actividade política significativa.

Este resultado mostra que é possível crescer após o 1º Congresso de Fevereiro, mas, com estes 4% já elege o cabeça de lista para as europeias e nas Legislativas um Grupo Parlamentar.

Fontes que contactámos dizem que o “golpe ” de Luís Montenegro, vai ajudar a clarificar a situação política no Centro direita com novos protagonistas a surgirem no panorama político e acentuarão a liderança de Pedro Santana Lopes neste campo.

As mesmas fontes estão em crer que Rui Rio não vai convocar Primárias no PSD, deixando os últimos “passistas” entregues à sua sorte e a um afastamento certo, coisa que tentaram evitar ao desferir este golpe contra um Presidente eleito há menos de um ano e ainda sem se submeter a Eleições.

À esquerda, António Costa garante 40% insuficientes para a maioria absoluta, o BE mantém 7,6 e destaca-se da CDU que consegue os mesmos 7,1 do CDS.

PSD com 24,5% e PAN com 1,9 completam o painel dessta sondagem.

De notar que Marcelo Rebelo de Sousa continua a cair embora liderando e Assunção Cristas é leader com menos apreciação pública fixando-se nos 2%.

Publicado em Destaques, Nacional, Oleiros, Política | Tags , | Publicar um comentário

D. Armando Esteves num dia histórico em Oleiros

Num dia histórico, Oleiros saudou D. Armando Esteves Domingues na sua terra natal

No dia 6 de janeiro, data em que se assinalavam 37 anos da sua ordenação sacerdotal, D. Armando Esteves Domingues – ordenado Bispo Auxiliar do Porto no passado dia 16 de dezembro – veio à sua terra natal, Oleiros, realizar uma celebração eucarística em ação de graças e uma bênção episcopal junto dos seus conterrâneos. Em Dia de Reis, num dia histórico para o concelho e tocante para todos os presentes, a engalanada Igreja Matriz foi pequena para acolher a Comunidade Oleirense que quis saudar o novo bispo, numa celebração sublime, carregada de simbolismo e que encheu a alma de tantos quantos não quiseram faltar a este acontecimento.

No final de uma Eucaristia bastante participada, teve lugar um momento musical de reflexão, num ensemble orquestral que encerrou com chave de ouro a iniciativa municipal Sons de Natal – que desde o dia 15 de dezembro tem percorrido as freguesias do concelho. Findo este momento, todos puderam cumprimentar D. Armando, seguindo-se um jantar de convívio onde não faltou a atuação do Rancho Folclórico e Etnográfico de Oleiros.

Na ocasião foram proferidas algumas palavras por parte das entidades presentes e foram entregues várias lembranças. Da parte do Município, em nome de todos os Oleirenses, foi oferecida uma Custódia da autoria de um artesão radicado no concelho, Jorge Marquez, a qual foi muito apreciada pelo enorme valor artístico que encerra. E porque este objeto simboliza o ato de guardar algo precioso, o presidente da Câmara Municipal de Oleiros, Dr. Fernando Jorge, lembrou a enorme honra e orgulho que foi para toda a Comunidade tão distinta nomeação, aproveitando para apelar que intercedesse por todos e que guardasse este povo no seu coração. O bispo Oleirense respondeu que era aqui que guardava as memórias e vivências dos anos essenciais para a sua formação, onde ficava a casa de família e as suas raízes e que podiam contar com ele para ajudar a dignificar o concelho e a região.

Recorde-se que D. Armando Esteves Domingues figurará para sempre na galeria dos ilustres de Oleiros, juntando-se agora a D. Jorge Themudo, Bispo de Cochim e Goa e a D. João Maria Pereira d´Amaral e Pimentel, Bispo de Angra do Heroísmo e autor da monografia “Memórias da Villa de Oleiros e do seu Concelho”.

Nota Biográfica

  1. Armando Esteves Domingues nasceu a 10 de Março de 1957, em Oleiros, distrito de Castelo Branco. Filho de Manuel Domingues e Maria Rosa Esteves, é o oitavo de onze irmãos. Atualmente, tem 17 sobrinhos e 18 sobrinhos netos.

O bispo Oleirense rumou a Viseu assim que concluiu a escola primária, em 1967. Com 10 anos de idade, entrou no Seminário Menor de S. José, em Fornos de Algodres. Quando terminou o curso de Teologia, em 1980, no Seminário Maior de Viseu, fez um ano de estágio pastoral em Roma, onde frequentou estudos sobre pastoral juvenil, espiritualidade e pastoral familiar, com incidência na preparação de noivos para o matrimónio. Realizou também trabalhos como tradutor de italiano/português em congressos internacionais.

Foi ordenado sacerdote na Sé Catedral de Viseu, a 3 de janeiro de 1982. Começou por dar apoio pastoral às paróquias de Fragosela e Santos Evos, mas em maio desse ano foi nomeado pároco de S. Martinho das Moitas, Gafanhão e Covas do Rio. Em outubro de 1983 assumiu também as paróquias de Reriz, nos concelhos de S. Pedro do Sul e Castro Daire.

A sua experiência como sacerdote passou também pelas capelanias militares. Em 1984 foi nomeado Capelão Militar na Força Aérea Portuguesa onde serviu, por exemplo, no Estado-Maior, na Base de Tropas Paraquedistas de Monsanto, no Comando da Força Aérea e no Comando das Tropas Paraquedistas. Passou também pela Base de Alfragide e foi adjunto do Capelão Chefe da Força Aérea. Ainda como militar, entre dezembro de 1984 e janeiro de 1987, foi assistente da 4.ª Secção do Escutismo na Região de Lisboa e adjunto do assistente Regional.

Regressou à diocese de Viseu em 1987, onde foi professor de Religião e Moral na Escola Secundária Emídio Navarro e assistente dos escuteiros, primeiro no Agrupamento 102 do Corpo Nacional de Escutas e depois, assistente regional do CNE, até 1996. Também colaborou com o Movimento de Educadores Católicos, com os Cursilhos de Cristandade e é assistente do Movimento Equipas de Casais de Nossa Senhora, onde acompanha duas equipas.

Na sua passagem por várias paróquias nos concelhos de Tondela e Vouzela, animou projetos na área social e educativa, um trabalho que acabou por dar origem à constituição de duas novas IPSS canónicas, em Torredeita e Boaldeia.

Foi ainda professor de Ética e Desenvolvimento Pessoal, na Escola Profissional de Torredeita, integrou o Conselho de Amigos da Fundação Joaquim dos Santos e de 1989 a 2016, foi diretor do Jornal “Voz de Torredeita e Boaldeia”.

  1. Armando Esteves Domingues passou ainda pela paróquia de S. Salvador e esteve na origem da criação da paróquia de Nossa Senhora do Viso, onde a nova igreja foi inaugurada em 2011. Em 2016/2017, foi professor no Seminário Maior de Viseu e orientou o estágio de quatro dos atuais novos padres da diocese. Em novembro de 2004, foi escolhido para ser o ecónomo da diocese, cargo que desempenhou até julho de 2015, quando foi nomeado vigário-geral da Diocese de Viseu.

No dia 27 de outubro de 2018 foi nomeado pelo Papa Francisco “Bispo Titular de Centenária e Auxiliar do Porto”, tendo a sua ordenação episcopal ocorrido no passado dia 16 de dezembro, na Sé Catedral de Viseu.

Publicado em Destaques, Igreja católica, Oleiros | Publicar um comentário

…” queimar em lume brando…”

Portugal, nos últimos anos recuou no respeito pela vida de terceiros.

Vem ao caso o final do processo dos vistos gold ( de que tem afinal poucos vistos gold ) e a inocência de Miguel Macedo que conheci nas minhas diambulações pelo interior do país no exercício da minha actividade profissional de jornalista.

Era um excelente Ministro que sempre tive como sério.

Faço notar aos interessados que nem sou do seu Partido.

Uma carreira política consolidada e em ascensão foi atirada para o caixote do “lixo” com aa investigação do MP (Ministério Público) apoiada pelos jornais (pasquins) que “assassinam pesssoas” sem que a justiça os feche, penalize, julgue…

Ontem, Miguel Macedo entre outros, foram completamente inocentados após 4 anos de exposição pública miserável.

E agora, pergunto, como ressarcir este cidadão e a Família?

Outros casos já aconteceram, outros vão acontecer e a PGR nada faz.

O sentimento é de insegurança para todos.

Basta enviar uma carta anónima ao MP, depois fazer algumas chamadas de teor comprometedor, telefones já sob escuta após a miserável carta anteriormente referida e lá está o CM à porta do infeliz cidadão que se pretende atingir e queimar em fogueira pública como na inquisição.

O sinal é de alarme, ninguém está a salvo, por isso, independentemente das nossas posições políticas, devemos combater este cancro que a qualquer um pode atingir.

PF

Publicado em Comunidades, Destaques, Justiça, Oleiros | Tags , | Publicar um comentário

Unidade Móvel de saúde de Proença-a-Nova realiza 2921 atendimentos em 2018

Unidade Móvel de Saúde realiza 2921 atendimentos em 2018

A Unidade Móvel de Saúde (UMS), serviço disponibilizado pela Câmara Municipal de Proença-a-Nova, registou em 2018 um total de 2.921 atendimentos, 324 dos quais a utentes que usaram este serviço pela primeira vez, em 390 saídas às aldeias e centros de dia do concelho.

No balanço do ano, destaque ainda para as duas ocorrências em que o técnico da UMS teve que acionar a emergência médica, os seis casos de encaminhamento para as urgências e as 15 situações em que os utentes foram aconselhados a marcar consulta com o médico de família.

Dos 324 novos utentes que a Unidade Móvel de Saúde atendeu no ano passado, 137 não residem no concelho de Proença-a-Nova, número explicado em parte pela participação nos rastreios gratuitos realizados nas praias fluviais e zonas de lazer do concelho nos meses de julho e agosto, no âmbito da iniciativa “Proença Anima o Teu Verão”. Entre os rastreios realizados, estão os testes de glicémia, colesterol e triglicéridos, as avaliações de tensão arterial, de saturação de oxigénio no sangue (SpO2), de temperatura, de peso e de índice de massa corporal, entre outros.

Paralelamente, foram desenvolvidas ações de sensibilização junto de idosos, crianças ou utentes das praias fluviais, abordando temas como a alimentação saudável, a importância da hidratação, cuidados a ter com a exposição solar, diabetes, hipertensão ou colesterol. O técnico de diagnóstico e terapêutica da Unidade Móvel de Saúde ministrou ainda ações de formação em suporte básico de vida, primeiros socorros e prevenção de acidentes aos funcionários dos Centros de Dia e do Pré-escolar do concelho.

Publicado em Destaques, Proença-a-Nova | Tags , , , | Publicar um comentário

EDITORIAL – Brasil, uma hora trágica

EDITORIAL

Assistimos hoje, primeiro dia do ano de 2019 a uma posse de um novo presidente de um país irmão, tristes e preocupados.

Os sinais preocupantes estão a confirmar-se.

Ouvir o vice-presidente General Morão fez lembrar o barulho de uma bota cardada.

O Brasil, uma república federativa com 26 estados, foi hoje entregue oficialmente a uma igreja universal e a um “bispo…!!!”, Edir Macedo, sem contemplações.

Ver algum daquele povo ignorante que votou Bolsonaro, deixa uma enorme preocupação sobre o que vai acontecer a muitos Amigos que por lá temos.

As entidades oficiais que foram à posse é reveladora do que vai concretizar-se.

Orban da Hungria, Natanyau de Israel e alguns presidentes da CPLP e de pequenos países da américa do sul, mas poucos, foi para Bolsonaro um revés.

Entronca aqui a presença de Marcelo Rebelo de Sousa e a preocupação que a mesma gera, mas, é indiscutível, seria muito difícil não estar presente. Portugal também possui ali uma enorme comunidade, integra aa CPLP e, os governos passam e os países ficam…por isso, institucionalmente aceito, pessoalmente reprovo.

O Brasil já foi uma democracia, uma ditadura e assim sucessivamente se vai modificando. Desta vez, provávelmente, demorará longo tempo a regressar ao bom caminho, matéria em que espero estar enganado.

Mas, ver o Juíz Moro como Ministro da Justiça, uma pastora como ministra das questões sociais e 6 generais, não são notas de somenos.

Esteve bem Fernando Henrique Cardoso e, evidentemente Dilma Rousset em não estarem presentes.

Termino, desejando que o Brasil regresse à Democracia num tempo em que ainda possa assistir.

Director

Director

  • Paulino Fernandes
  • Director
Publicado em Destaques, Editorial, Nacional, Oleiros | Tags , , | Publicar um comentário

Magusto da Isna é já dia 17 de Novembro

A Associação Ribeira da Isna informa que o seu Magusto anual é já dia 17 de Novembro.

Vá e aprecie esta importante freguesia de Oleiros, nomeadamente nas suas notas históricas muito relevantes.

Sabia que Dom Carlos I dormiu uma noite na Isna?

Vá ver a casa que precisa de recuperação mas é um marco.

Publicado em Destaques, Isna | Tags , | Publicar um comentário

Primeiro Congresso do Partido Aliança é em Évora

9 e 10 de Fevereiro são as datas aprovadas para o Congresso em Évora

O primeiro congresso do partido de Pedro Santana Lopes vai realizar-se em Évora, nos dias 9 e 10 e Fevereiro.

Há pouco mais de quinze dias, o PÚBLICO já tinha anunciado que os apoiantes de Santana Lopes se reuniriam em conclave no primeiro fim-de-semana de Fevereiro em Torres Vedras, Porto ou Évora. Foi escolhida a terceira opção.

Ao que o PÚBLICO apurou, a comissão instaladora do partido terá 21 elementos e a comissão executiva será formada por sete membros.

No congresso serão eleitos os órgãos da Aliança: o senado (que é equiparado ao Conselho Nacional desconhecendo-se neste caso o número de membros) que costuma ser o órgão máximo entre congressos), o conselho de jurisdição e a comissão de auditoria.

  • Com Fontes, Público e Redacção
Publicado em Destaques, Política | Tags , | Publicar um comentário

Congresso Internacional Repensar Portugal, a Europa e a Globalização

Congresso Internacional Repensar Portugal, a Europa e a Globalização: 

100 Anos Padre Manuel Antunes

Com o Alto Patrocínio da Presidência da República 

Ilustre jesuíta e diretor da Revista Brotéria, célebre professor da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, o Padre Manuel Antunes, considerado um Pedagogo da Democracia, perfilou-se como figura chave no panorama cultural português do século XX.

O presente congresso internacional irá evocar e destacar a Vida e a Obra deste intérprete dos grandes temas da contemporaneidade, sempre em diálogo com as grandes linhas da cultura clássica, bem como celebrar o seu centenário de nascimento, revelando a atualidade do pensamento antunesiano para os debates fundamentais dos nossos dias.

Contará com a intervenção final, na Gulbenkian, do Presidente da República, que foi também aluno de Manuel Antunes.

Entre os próximos dias 2 e 6 de novembro, o Congresso Internacional Repensar Portugal, Europa e a Globalização: 100 Anos Padre Manuel Antunes, sj, a ter lugar na Assembleia daRepública (Sala do Senado), na Câmara Municipal da Sertã e na Fundação Calouste Gulbenkian (Auditórios 2 e 3, e Sala 1). 
Esta iniciativa tem em vista analisar e salientar o legado pedagógico, cultural e cívico de Manuel Antunes, sj, em articulação com a reflexão e o debate sobre temas candentes da realidade nacional, internacional e global.

Durante os diversos dias deste congresso pretender-se-á igualmente fazer uma justa homenagem a este vulto da cultura portuguesa contemporânea, que assinou com mais de uma centena de pseudónimos, em época de transição entre a ditadura e a Democracia em Portugal, textos que primam pela atualidade, lucidez e pertinência de análise sobre tópicos de filosofia, educação, história, política nacional e internacional, cultura clássica, literatura, entre outros.

Nomes do maior relevo aderiram
O presente congresso internacional contará com oradores internacionais, que abordarão temas que irão desde os grandes nomes da Literatura Portuguesa e estrangeira até à Inteligência artificial e Robótica, como Edgar Morin, Jean Gabriel Ganascia, ou Pierre Antoine Fabre, bem como com diversos especialistas portugueses, entre os quais Adriano Moreira, Annabela Rita, Carlos Cabecinhas, Edite Estrela, Eduardo Lourenço, Guilherme d’Oliveira Martins, José Eduardo Franco, José Pacheco Pereira, José Pedro Serra, Lídia Jorge,

Luís FilipeBarreto, Luís Machado de Abreu, Manuel Ferreira Patrício, Maria Alzira Seixo, Miguel Real, Onésimo Teotónio da Almeida, Pedro Barbas Homem, Viriato Soromenho

Marques e Vítor Serrão.

Sessões plenárias e sessões temáticas, onde se apresentarão a debate, e em diálogo com o pensamento do Professor Padre Manuel Antunes, sj, questões candentes da atualidade, distribuídos por painéis dedicados a temas como “Política, Fé e Sociedade”, Memória e Testemunho”, “Política, Moral e Revolução”, “Temas e Problemas da Cultura Portuguesa”, “Empreendedorismo, Educação e Globalização”, “Os Desafios e as Oportunidades da Inteligência Artificial”, “Europa, Democracia e Desafios Globais”, “Desafios Éticos dos Novos Contextos do Humano”, entre outros.
O Congresso Internacional Repensar Portugal, a Europa e a Globalização: 100 Anos Padre Manuel Antunes, sj, é uma iniciativa da Câmara Municipal da Sertã e da Fundação Calouste Gulbenkian, em parceria com a Cátedra Convidada FCT Infante Dom Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização (CIDH – UAb/CLEPUL-FLUL), o Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CLEPUL-FLUL), o Instituto Europeu de Ciências da Cultura Padre Manuel Antunes (IECCPMA), a Sociedade Internacional de Estudos Jesuítas (SIEJ), contando ainda com a associação de diversas instituições científicas e culturais, nacionais e internacionais, como a Assembleia daRepública, a Biblioteca Nacional de Portugal, o Centro Nacional de Cultura, a Revista Brotéria, ou a Universidade Federal de Sergipe.
Inscrições abertas, com possibilidade de creditação como ação de formação para professores dos ensinos básico e secundário.

Para mais informações: 

http://centenariopadremanuelantunesj.pt/ | centenariopadremanuelantunesj@gmail.com (+351) 969 977 702

 

Publicado em Destaques, Sertã | Tags , | Publicar um comentário

Grupo de nascidos em 1963 em Oleiros reuniu na Isna

Grupo de nascidos em 1963 em Oleiros visitou a Isna

Como em todos os anos desde 2003, este grupo com ligações fortes, realizou o 15º almoço, na Isna que este ano os recebeu contando com 115 convivas, um número sempre a crescer. Foi um dia de intenso convívio ue acabou com a maarcação do próximo encontro em 2019 na Freguesia do Sobral.

A equipa desste ano com o Alberto Ladeira, Maria do Céu e o Marcolino na liderança, esmerou-se como sempre e proporcionou um dia que começou pelas 10H00 e acabou pelas 22H00,visitando ao longo do dia pontos de interesse como a Ponte da Isna, visitou adegas, realizou a Missa com os Padres de sempre e almoçou (bom almoço, cabe aqui a nota especial ao cozinheiro).

Ponte da Isna

Ponte da Isna

Etelvina

Etelvina

Amigas convivem

Amigas convivem, Etelvina, Ivone e e Otília

belo bolo

belo bolo

quadro de organizadores

quadro de organizadores

Castanhas na casa do Alberto

Castanhas na casa do Alberto

parte do grupo

parte do grupo

Breves notas sobre a freguessia da Isna

O topónimo desta freguesia Isna reveste-se de alguma curiosidade, pois pode derivar de isanu “lugar de difícil acesso”, issanare “lugar saudável” ou igeana “limite do território Egitanense”.

Freguesia desde o ano de 1793 situa-se a Sul de Oleiros, com uma área de 27,9 Km2, mantendo características muito próprias, porventura fruto do seu isolamento, bastante acentuado pela serra do Cabeço da Rainha, onde se encontra o ponto mais alto do concelho.

Isna é um aglomerado populacional antigo, situado em terras férteis e com abundância aquífera, tendo-se desenvolvido a partir da Ribeira da Isna pela encosta de declives suaves.

Terra de forte tradição cinegética, por estas paragens andou El rei D. Carlos I em caçadas, atraído pela abundância de veados e javalis, tendo pelo menos uma noite prenoitado numa casa cuja foto exibimos. 

Rua Dom Carlos I

Rua Dom Carlos I

Casa onde dormiu El-Rei Dom Carlos I

Casa onde dormiu El-Rei Dom Carlos I

 

 

 

 

 

Na povoação existe uma rua com o seu nome, atestando este facto e um fontanário por ele mandado construir, a “Fonte das Mulheres”, há muito reclamado pela população feminina.

Nesta freguesia existem muitos soutos de castanheiros e searas de milho.

A broa de milho que aqui se faz é magnífica, como não se faz em mais nenhum lugar.

Desta freguesia fazem parte alguns aglomerados populacionais dos quais se destaca a Ribeira da Isna. O orago desta freguesia é Nossa Senhora das Dores.

Publicado em Destaques, Isna, Sobral | Tags , , | Publicar um comentário

Aliança é o 23 º Partido legalizado

Aliança de Santana Lopes já é partido

Foto de TIAGO PETINGA/LUSA com a devida vénia

A nova força política da direita já nasceu.

Santana Lopes confirmou via Facebook que já teve luz verde do Tribunal Constitucional

Já é oficial: nasceu formalmente a Aliança, partido fundado por Pedro Santana Lopes.

O anúncio foi feito pelo ex-PSD na sua página oficial no Facebook, onde confirmou que o Tribunal Constitucional aprovou a criação da nova força política.

Santana tinha entregue, a 19 de setembro, 12 mil assinaturas no TC para formalizar a criação do novo partido – um número bastante superior ao limite mínimo exigido, fixado nas 7500 assinaturas, e conseguido em “recorde absoluto de tempo”, uma vez que as assinaturas foram recolhidas “em 21 dias e em pleno agosto”, disse na altura ao “Diário de Notícias”.

A Aliança fica assim formalizada a tempo de concorrer às próximas eleições europeias, agendadas para maio de 2019. Santana já fez saber que o partido será opção nos boletins de voto, embora não pretenda ser cabeça-de-lista nem se conheça, para já, o nome do futuro candidato.

Aguarda-se agora o início da volta pelo país que Santana Lopess vai efectuar e a primeira sondagem que inclua o Aliança.

  • Redacção com fontes e agências

 

Publicado em Destaques, Oleiros | Tags | Publicar um comentário