Carlos Almeida é o novo Presidente da Concelhia de Castelo Branco do PSD

ÚLTIMA HORA

Carlos Almeida, Professor e Vereador da Câmara Municipal de Castelo Branco venceu as Eleições hoje realizadas e é o novo Presidente da Concelhia.

O Jornal de Oleiros endereça parabéns e votos de bom trabalho.

Publicado em Castelo Branco, Destaques, Política | Tags , , | Deixe o seu comentário

Carta aos Bombeiros de Oleiros e aos outros

Agradecimento aos Bombeiros

Como é agora o caso, não existem palavras suficientes e significativas para, com justiça, expressar a minha profunda gratidão, para o Comando e respectiva corporação dos Bombeiros de Oleiros, bem como, às diversas corporações de todo o País (como não me lembro de todas, seria injusto só citar algumas), que estiveram presentes no combate a mais um incêndio que na última semana, devastou grande parte do nosso concelho.

O trabalho e apoio dos Bombeiros, designadamente, na aldeia onde nasci e cresci, o Vale das Ovelhas, (acredito estar certa de que todos os ali residentes comungam deste sentimento de gratidão), foi crucial para que as pessoas e as casas se salvassem. Muito obrigado!

O segredo da colaboração está em fazer não apenas a sua parte, mas ajudar aqueles que estão ao seu redor.

Foi isso que sentimos por parte dos bombeiros.

Bem hajam!

Maria das Neves Farinha

Nota do Director: Foi com prazer que damos à estampa a Carta de Maria das Neves Farinha, uma conterrânea, nascida no Vale das Ovelhas em Oleiros.

Os sentimentos que revela são os que o Jornal de Oleiros nutre e defende.

Vale das Ovelhas, Oleiros

Publicado em Bombeiros, Destaques, Oleiros | Tags , , | Deixe o seu comentário

Governo cria Bolsa de Imóveis para arrendamento acessível

Governo cria Bolsa de Imóveis do Estado para arrendamento acessível

O Governo aprovou hoje em Conselho de Ministros a realização do inventário do património imobiliário do Estado com aptidão para uso habitacional e a criação de uma bolsa de imóveis do Estado para habitação.

Integram esta bolsa de imediato o património do IHRU e uma série de imóveis da administração directa e indirecta do Estado, de norte a sul do país, que serão convertidos em habitação pública para arrendamento a custos acessíveis.

Estima-se, para já, cerca de 15 mil imóveis.

Estipula-se ainda que passarão a integrar a bolsa no futuro os imóveis devolutos ou disponíveis que sejam identificados na realização do inventário e se considerem adequados para este fim, após despacho do primeiro-ministro.

A propriedade dos imóveis do domínio privado do Estado poderá ser cedida para promoção municipal, nos casos em que as autarquias demonstrem interesse, mediante compromisso das mesmas relativamente à sua disponibilização para habitação e de manutenção dessa afectação.

Governo melhora condições de financiamento e eficácia dos  apoios à Habitação

O Governo aprovou hoje em Conselho de Ministros uma proposta de lei para adequar os instrumentos criados no âmbito da Nova Geração de Políticas de Habitação e Lei Orgânica do IHRU à Lei de Bases da Habitação, já em vigor.

O objectivo é promover uma implementação mais coerente, célere e abrangente dos instrumentos de política de habitação e da promoção de oferta pública para fins habitacionais.

Assim, definiu-se o seguinte ao nível dos procedimentos:

  • Majoração das comparticipações (a fundo perdido), para os municípios, proporcional à celeridade de execução dos projectos no âmbito do 1º Direito;
  • Financiamento a 100% para os municípios do interior na aplicação do 1º Direito, em linha com a estratégia nacional para o desenvolvimento do interior e coesão territorial;
  • Reforço da eficácia dos apoios directos no âmbito do 1º Direito, estabelecendo-se a obrigatoriedade de os municípios informarem os beneficiários, identificados no levantamento de carências, do proposto no âmbito das suas Estratégias Locais de Habitação;
  • Viabilização das intervenções de reabilitação do parque habitacional público em edifícios de propriedade mista;
  • Alteração ao regime jurídico dos instrumentos de gestão territorial com vista a acelerar a execução dos projectos de habitação pública (1º Direito e parque público para arrendamento acessível).

A presente proposta de lei abre ainda a possibilidade de financiamento simplificado por parte do IHRU, ao abrigo do 1º Direito, de soluções habitacionais para a criação da Bolsa Nacional de Alojamento Urgente e Temporário, definida no programa do Governo e no PEES. E define alguns ajustamentos aos programas (1º Direto, Programa de Arrendamento Acessível, Porta de Entrada) por forma a adequá-los à LBH.

É também alterada a lei orgânica do IHRU, por forma a adequá-la às novas competências que lhe são atribuídas, tanto na NGPH, como ao nível da gestão do parque público de arrendamento acessível e também àquelas que a Lei de Bases da Habitação veio conferir a este instituto, desde logo ao nível da fiscalização do arrendamento, realização do inventário do património do Estado apto para habitação e da criação da bolsa de imóveis do Estado para Habitação.

Determina-se ainda a criação do Observatório da Habitação e do Arrendamento e da Reabilitação Urbana na esfera do IHRU.

Publicado em Destaques, Economia, Nacional, Política | Tags | Deixe o seu comentário

Câmara de Oleiros faz levantamento de necessidades da população

Município faz levantamento de necessidades junto da população afectada

. 60 p0voações já contactadas

Município faz levantamento de necessidades junto da população afetada

Na sequência do incêndio florestal que devastou grande parte do concelho no início desta semana, várias equipas multidisciplinares do Município de Oleiros estão desde terça-feira no terreno.

Os técnicos estão a recolher, junto das populações afectadas, as necessidades sentidas, eventual apoio psicossocial a ser prestado e quais os danos e prejuízos causados – nesta primeira fase ao nível de infraestruturas básicas (abastecimento de água, eletricidade e telecomunicações).

Até ao momento, foram percorridas cerca de 60 povoações, estando o levantamento ainda em curso.

As equipas multidisciplinares – constituídas por elementos do gabinete técnico, assistentes sociais e a psicóloga do município -, encontram-se perfeitamente identificadas.

Caso seja um dos lesados e ainda não tenha sido contactado por uma das equipas do Município, utilize o seguinte contacto – 933 570 654 – nos dias úteis entre as 9H e as 17H30.

Publicado em Destaques, Oleiros | Tags , | Deixe o seu comentário

Incêndios de Oleiros fazem adiar abertura de escola

Adiamento das atividades lectivas

Adiamento das atividades letivas

O Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade comunicou hoje o adiamento das actividades lectivas devido ao incêndio de grandes proporções que assola o concelho e a todos os constrangimentos a ele associados.

Também as Actividades Extra Curriculares, responsabilidade do Município, foram adiadas.

A decisão é extensível a todos os anos lectivos e ensino pré-escolar.

Neste sentido, as actividades lectivas do primeiro período irão iniciar na próxima segunda-feira, dia 21 de setembro.

Publicado em Destaques, Educação, Oleiros | Tags , , | Deixe o seu comentário

CIMBB ajuda a preparar arranque do ano lectivo

CIMBB ajuda a preparar arranque do Ano Letivo

A Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB) convidou, no passado dia 9 de setembro, as diversas instituições escolares da sub-região da Beira Baixa para participarem numa sessão de preparação de arranque do novo ano lectivo.

Atendendo às circunstâncias de saúde pública que nos envolvem, a CIMBB considerou oportuno organizar esta sessão com o objectivo de mitigar eventuais dúvidas relacionadas com a pandemia Covid-19 e agilizar processos no interior de cada instituição escolar.

Para tal, estiveram presentes o delegado de saúde de Castelo Branco, Dr. Joaquim Serrasqueiro, e a actual responsável pela Unidade Local de Saúde de Castelo Branco, Drª Eugénia André.

Além das dúvidas que foram clarificadas pela Autoridade de Saúde juntos dos diversos responsáveis escolares, a ULSCB mostrou total disponibilidade para, de forma articulada e verificando-se necessidade, agir prontamente junto das Escolas.

Neste sentido, a ULSCB disponibilizou-se para estudar o processo de criação de uma linha telefónica, dirigida especificamente aos directores dos agrupamentos escolares, com o propósito de esclarecer rapidamente qualquer dúvida, relacionada com a pandemia de covid-19, que possa surgir no interior das Escolas.

A Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa desejou sucesso a todos os professores no arranque deste ano lectivo particularmente exigente.

A Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa é constituída pelos municípios de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Oleiros, Proença-a-Nova, Penamacor e Vila Velha de Ródão.

 

 

 

Publicado em Castelo Branco, Destaques | Tags , | Deixe o seu comentário

Oleiros apoia proprietários lesados pelos fogos de Julho

Município atribui apoios a proprietários lesados pelo incêndio de julho

Município atribui apoios a proprietários lesados pelo incêndio de julho

À semelhança de outras ocorrências congéneres em anos anteriores, o Município de Oleiros está a atribuir apoios aos proprietários das várias localidades das freguesias de Oleiros-Amieira, Isna e Mosteiro que foram fortemente afectadas por um incêndio, no período de 25 a 29 de julho.

Os lesados devem fazer chegar o pedido ao Gabinete de Acção Social.

Como consequência deste incêndio, um número considerável de pessoas viu-se sem água própria e recolhida de nascentes ou depósitos, uma vez que as tubagens de plástico arderam.

Os técnicos do Município fizeram um levantamento inicial dos prejuízos e constataram a falta de água para consumo humano, bem como de tubagens de água (que arderam), necessárias aos proprietários de terrenos e /ou animais, que assim se viram privados do abastecimento de água proveniente de nascentes próprias.

O Município, ciente da importância que o regadio tem para a agricultura e pecuária, representando um meio de subsistência para os agricultores destas povoações, está a disponibilizar apoios à população atingida.

A medida foi deliberada por unanimidade em Reunião de Câmara, no dia 14 de agosto, pretendendo mitigar os prejuízos causados pelo incêndio, traduzindo-se no ressarcimento dos custos que os habitantes lesados tiveram de suportar para restabelecer o seu potencial produtivo.

Para que os proprietários sejam ressarcidos das importâncias correspondentes aos prejuízos, devem entregar o pedido no Gabinete de Acção Social, acompanhado de uma cópia do(s) documento(s) de despesa em questão.

Consulte a Ata N.º16 – 2020 aqui.

VOLTAR

Publicado em Destaques, Oleiros | Tags , | Deixe o seu comentário

Idanha-a-Nova, Termas de Monfortinho recebem “Jornadas do Interior” dia 25 de Setembro

Termas de Monfortinho recebem “Jornadas do Interior” a 25 de setembro

As Termas de Monfortinho, no concelho de Idanha-a-Nova, vão receber no dia 25 de setembro (sexta-feira) uma nova edição das “Jornadas do Interior”, dedicada à cooperação e ao desenvolvimento dos territórios transfronteiriços.

É uma iniciativa do Jornal do Fundão, em conjunto com a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, que contará com a presença da Comissária Europeia para a Coesão e Reformas, Elisa Ferreira, da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, bem como de autarcas e representantes regionais das zonas raianas de Portugal e Espanha.

As jornadas decorrerão no Hotel Fonte Santa, nas Termas de Monfortinho, durante a manhã do dia 25 de setembro, a partir das 9h30, com o tema “Cooperação Territorial Europeia: A Raia e as novas fronteiras do desenvolvimento”.

Por causa dos actuais constrangimentos ditados pela pandemia, o acesso do público será condicionado, pelo que a sessão será transmitida em directo nas redes sociais do Município de Idanha-a-Nova e do Jornal do Fundão.

Publicado em Castelo Branco, Idanha-a-Nova | Tags | Deixe o seu comentário

João Lobo, Presidente de Proença faz ponto de situação sobre os fogos em curso

Ponto de situação do incêndio em Proença-a-Nova

João Lobo, presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova

O incêndio que deflagrou este domingo, 13 de setembro, cerca das 14h00, continua activo, com várias frentes em Proença-a-Nova, atingindo também os concelhos de Oleiros e Castelo Branco a quem deixo uma palavra de amizade e solidariedade.

Foi um fogo muito rápido na sua progressão devido ao vento e houve, de facto, insuficiência de meios na sua parte inicial, tanto mais que tivemos, por exemplo, a povoação das Fórneas sem carros de combate e a população teve de se unir e fazer um esforço que importa registar para salvaguardar a aldeia.

De realçar aqui a importância das faixas de gestão de combustível: as Fórneas, e bem, fez essa faixa e foi exactamente por isso que, com a gravidade de todo o cenário, houve capacidade de contenção do incêndio e depois de combate mais eficaz.

Na progressão deste incêndio foram afectadas as povoações de Cunqueiros, onde começou, Travesso, Herdade, Esfrega, Dáspera, Mó, Alvito da Beira e Fórneas, no fundo toda a zona norte do concelho que ainda tínhamos verde. Grande parte dessa área era regeneração dos fogos de 2003, portanto, floresta com 17 anos que agora perdemos.

A Dáspera foi a povoação mais afectada porque o incêndio penetrou no núcleo da aldeia, sem com isso criar danos em casas de habitação, também muito por influência da sua população e da sua atitude, que depois teve o apoio de bombeiros durante a noite.

Na manhã desta segunda-feira, 14 de setembro, já há equipas do Município a fazer um primeiro levantamento quanto aos danos e as necessidades das populações relativamente quer à parte agropecuária, quer aos danos causados nas infraestruturas, para tentar perceber o tamanho desta que já é uma tragédia porque é uma área imensa de devastação, continuando nós com um problema que é a gestão florestal e a continuidade, ao longo dos anos, dos ciclos de fogo que vão dizimando a capacidade de gerar riqueza através da floresta e dos seus activos.

Nestas circunstâncias, evidentemente que os municípios, mas com responsabilidade maior a Administração Central, apesar das medidas que têm vindo a ser tomadas tem que de uma vez por todas haver resposta para um problema com consequências gravíssimas que se traduzem no definhamento destes territórios, no seu despovoamento e na falta de capacidade de voltar a gerar riqueza a partir da floresta.

O Município de Proença-a-Nova encontrar-se-á sempre disponível para encontrar soluções, mas que sejam soluções pensadas, rápidas e que se traduzam em acção.

Uma palavra última para os nossos bombeiros que têm estado sempre na primeira linha ainda que este 2020 se tenha mostrado, até ao momento, um ano muito difícil. São mais 5 vítimas, bombeiros que ficaram feridos e, felizmente, neste momento nenhum se encontra em perigo, mas dois deles ficarão com sequelas devido às queimaduras que sofreram. No incêndio de 25 de julho já tínhamos perdido uma vida humana e tivemos quatro outros bombeiros feridos. Nestes dois incêndios perdemos três viaturas.

É, por isso, o momento para ressalvar a condição da corporação dos Bombeiros Voluntários de Proença-a-Nova, o seu comando e a sua direcção, naquilo que tem sido de facto a resiliência em enfrentar estes infortúnios e mesmo assim não abandonarem o seu posto.

Continuamos a acompanhar o evoluir desta situação, esperando que consigamos dar por circunscrito este incêndio rapidamente, impedindo uma maior tragédia do que aquela que já temos entre mãos.

Publicado em Bombeiros, Castelo Branco, Destaques, Proença-a-Nova | Tags , | Deixe o seu comentário

(Actualizado às 10H30 ) Fogo de Proença-a-Nova diverge para (Oleiros) – Aldeias evacuadas

Actualização (10H30)

Presidente Fernando Jorge à Lusa

O incêndio “está com uma grande frente activa” em Oleiros, disse à agência Lusa o presidente do município, Fernando Marques Jorge.

De acordo com o autarca, o incêndio obrigou à retirada hoje de manhã de 23 pessoas das aldeias de Bafareira e Rabisca e de povoações vizinhas, devido ao risco “de o fogo atingir as suas habitações”.

………………

Em actualização (07H20)

Actualmente (07H20) no teatro de operações estão 720 Bombeiros e cerca de 350 viaturas de combate aguarda-se a chegada de meios aéreos. Em Proença o fogo está em rescaldo, mas prossegue em Oleiros.

…Domingo à tarde, o fogo avançava para Oleiros

………………..

 

 

 

 

 

. 5 Bombeiros de Proença-a-Nova feridos, 2 com gravidade e uma viatura destruída

O pavoroso incêndio que iniciou em Cunqueiros (Proença-a-Nova) avança com fulgor graças ao vento forte e já entrou no Concelho de Oleiros (Isna).

Pelo caminho volta a fazer vítimas, deixando para já 5 Bombeiros feridos, 2 com muita gravidade, todos da Corporação de Proença.

Mais de 417 Homens dos Bombeiros de Proença, Oleiros, Vila de Rei, Idanha-a-Nova, Vila Nova da Barquinha, Góis, Santarém, Castelo Branco, Sertã, etc, combatem apoiados por 134 viaturas e 14 meios aéreos.

O vento não ajuda, pelo contrário e a esperança centra-se agora na alteração do calor, aguardando-se com ansiedade até alguma chuva que seria muito bem vinda.

Fogo em Proença

PF

 

Publicado em Bombeiros, Destaques, Estreito, Oleiros | Tags , , , | Deixe o seu comentário