Idanha-a-Nova reabilita património habitacional e investe 12,3 milhões na estratégia municipal de habitação

Idanha-a-Nova

Programa vai permitir reabilitar habitações a 5€/m2

Para incentivar a recuperação do património habitacional do concelho, a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova vai apresentar um programa para aquisição de habitações a disponibilizar no mercado ao preço simbólico de 5 euros/m​2​ a interessados na reabilitação dos imóveis.

O levantamento do património habitacional do concelho de Idanha-a-Nova está a ser realizado no âmbito da Estratégia Local de Habitação.

A Câmara Municipal fez nos últimos anos o levantamento do património habitacional e áreas urbanas identificadas de todas as localidades do concelho, num planeamento estratégico que levou à constituição de Áreas de Reabilitação Urbana (ARU’s), aprovadas por unanimidade em Assembleia Municipal. Posteriormente, foram definidos Programas Estratégicos de Reabilitação Urbana (PERU’s) para essas áreas, para desenvolvimento de intervenções como a Estratégia Local de Habitação e o acesso dos munícipes e do Município a programas de financiamento, nacionais e comunitários, e a benefícios fiscais.

O objetivo da autarquia é identificar património habitacional degradado, algo que já temos feito ao abrigo do regime de obras coercivas, no sentido de proceder à sua aquisição e posterior venda para ser reabilitado por particulares em condições favoráveis para fins de habitação própria, secundária e de rendimento, privilegiando a habitação própria permanente e os jovens que se pretendem instalar no nosso concelho”, refere Armindo Jacinto, presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova.

Armindo Jacinto adianta que “o regulamento do programa está a ser preparado e permitirá, por um lado, aumentar a oferta de soluções habitacionais no concelho de Idanha-a-Nova, e por outro lado, corrigir situações de segurança, salubridade e estética das habitações em ruínas das nossas vilas e aldeias, valorizando na globalidade os seus aglomerados urbanos”.

……………..

Município de Idanha-a-Nova lança Estratégia Local de Habitação, um investimento de 12,3 Milhões de Euros

A Câmara de Idanha-a-Nova acaba de apresentar a Estratégia Local de Habitação (ELH) para o concelho, com uma estimativa de investimento de 12,3 Milhões de Euros.

A ELH é composta por seis programas de acesso à habitação, disponíveis para toda a população: estudantes, cidadãos com carências financeiras, população idosa, famílias e população em geral.

A habitação é um fator essencial para as pessoas se sentirem bem a viver no concelho de Idanha-a-Nova e um elemento de atração de novos residentes, a somar às nossas estratégias nas áreas da economia, da educação, da saúde, da segurança, da ação social, entre outras. É isso que temos vindo a fazer nos últimos anos e, felizmente, já conseguimos apoiar muitas famílias”, refere Armindo Jacinto, Presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova.

Armindo Jacinto adianta que “a aprovação da Estratégia Local de Habitação, por parte do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), dá a Idanha as condições necessárias para garantir uma oferta habitacional adequada aos rendimentos das famílias, no sentido de aumentar a coesão social e a qualidade de vida no concelho”.

O passo mais recente foi dado na sexta-feira, 12 de fevereiro. Nesse dia, o Município de Idanha-a-Nova celebrou um acordo de colaboração inédito com o IHRU, no âmbito do 1.º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação, no valor de 2,4 Milhões de Euros.

O protocolo foi celebrado numa cerimónia online que juntou Armindo Jacinto e os Secretários de Estados da Descentralização e Administração Local, Jorge Botelho, e da Habitação, Marina Gonçalves.

Os governantes mostraram a sua satisfação pela assinatura do acordo com o Município de Idanha-a-Nova, que permitiu lançar a Estratégia Local de Habitação e encontrar mais e melhores soluções habitacionais.

Armindo Jacinto também aplaudiu o lançamento do programa 1.º Direito, em articulação com o Governo: “O 1º Direito é um dos seis programas que formam a Estratégia Local de Habitação do concelho de Idanha-a-Nova, que vai mais além e abarca um investimento de 12,3 Milhões Euros, para uma oferta acessível na área da reabilitação, da construção, da aquisição e do arrendamento habitacional”.

A Estratégia Local de Habitação é constituída por seis programas, que abrangem todos os grupos sociais e estão sujeitos a candidatura:

– Programa de Arrendamento e Reconstrução Acessível de Habitações (destinatários: população em geral – construção/aquisição/reabilitação de 200 imóveis);

– Programa de Requalificação e Adaptação Funcional de Habitação (destinatários: população idosa/necessidades específicas – 50 imóveis);

– Programa de Apoio à Habitação para Estudantes do Ensino Superior (aquisição de imóvel para reabilitação para Residência de Estudantes – 311 estudantes);

– Programa Integrado de Apoio (destinatários: população em situação de risco e de exclusão social – construção/reabilitação de 32 imóveis);

– Programa de Apoio à Manutenção e Reabilitação de Habitação Própria (apoio em obras de reabilitação/conservação);

– Gabinete de Apoio ao Munícipe, constituído por uma equipa especializada para disponibilização de informação sobre a Estratégia Local de Habitação e apoios disponíveis (habitaidanha@cm-idanhanova.pt).

  • Foto Vasco Rato

 

 

 

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Idanha-a-Nova com as tags , . ligação permanente.