EDITORIAL: Presidente Marcelo reeleito com mais votos

EDITORIAL

Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito com mais votos e reforça poderes claramente.

. Saudamos o novo Presidente

As incidências dos votos estão a ser reflectidas, terão de ser sem dúvida, pois, mesmo com Ana Gomes a ficar em 2º lugar com 12,9%, não apaga o impacto dos 11,9 do candidato extremista da direita e, especialmente onde foi buscar os votos.

Foi ao Alentejo onde derrotou o PCP clamorosamente ( em todos os distritos do Alentejo), deixando certamente João Ferreira apreensivo com o futuro, correndo o risco de quando finalmente Jerónimo de Sousa sair, deixar o Partido já em estado irrecuperável, tal como o CDS deixou a Francisco Rodrigues dos Santos apenas as chaves para fechar a porta e foram todos embora menos os que estão a “governar a vida” na Assembleia.

As zonas deprimidas e menos desenvolvidas do interior, incluindo Castelo Branco e todo o Alentejo, votaram numa ilusão perigosa e podem ter aberto a porta a evoluções muito negativas, num momento em que o PSD não tem um líder à altura.

Veremos se este foi um voto de protesto como pensamos, ou algo mais.

A pouca exigência deste povo a que pertencemos está espelhada na quase igualdade entre Vitorino Silva e Tiago Mayan, apenas porque Vitorino é simpático…mas Mayan tem projecto próprio e, mesmo assim os portugueses ignoraram esse facto….

Marisa, simpática, foi vítima do BE, o seu próprio Partido que em breve iniciará uma nova recomposição que se aguarda caminhando para um redimensionamento no sentido negativo, podendo vir a perder a impetuosidade das irmãs Mortágua e mesmo da actual coordenadora.

Foi uma noite para refletir com cuidado, sendo de destacar que os Portugueses foram votar apesar da pandemia, defendendo a importância do voto.

PF

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Editorial, Política com as tags , . ligação permanente.