Idanha aprova orçamento superior em 7% face a 2020

Assembleia Municipal de Idanha-a-Nova aprova Orçamento para 2021

. Orçamento cresce 7% face a 2020

O Orçamento da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova para 2021, no valor de 25,7 milhões de euros, foi aprovado por maioria.
O presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, referiu que “
este é um orçamento dentro da nossa estratégia Idanha Solidária e, neste final de
mandato, os números indicam que estamos no caminho certo naquela que é a nossa
maior luta: Inverter o despovoamento que acontece nos municípios do interior do país”.
Efetivamente, chegou este ano uma boa notícia há muito aguardada. De acordo com os
números da Pordata (relativos a 2019), passados muitos anos os fluxos migratórios do
concelho de Idanha-a-Nova são finalmente positivos, ou seja, hoje há mais pessoas a
chegar do que a sair do concelho.
Na sua intervenção, Armindo Jacinto destacou a capacidade de “captar investimento,
criar emprego e criar condições na área da saúde, da educação, da segurança e da
habitação para fixar a população residente, em primeiro lugar, e atrair também outras
famílias que encontrem no concelho de Idanha-a-Nova as oportunidades e a qualidade de vida que procuram”.

“Ainda não conseguimos fazer tudo o que queremos, mas de forma proativa estamos a
conseguir antecipar resultados. Estamos a fazê-lo com o apoio de todas as instituições, das
Juntas de Freguesia, dos empresários, das gentes de Idanha, todos juntos, para que
Idanha seja um concelho de futuro, de notoriedade e de sucesso”, acrescentou.
Em resultado do equilíbrio financeiro da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, o Orçamento para 2021 apresenta um crescimento de 7% face a 2020, mesmo mantendo a mesma carga fiscal no mínimo.

A Câmara de Idanha-a-Nova continuará, assim, a apostar em benefícios fiscais. Para
aliviar a carga fiscal dos munícipes, a autarquia volta a aplicar a taxa mínima de IMI em
2021 e, complementarmente, mantém a redução do IMI para famílias numerosas. No plano da economia, as empresas com sede no concelho estarão isentas da taxa de derrama e, já este ano, foram introduzidos vários benefícios e isenções que se estendem a 2021.
O desafio é que o concelho de Idanha-a-Nova continue a ser sinónimo de boa qualidade
de vida para as famílias, com oportunidades profissionais e empresariais, uma educação de excelência, uma forte intervenção social e uma saúde e segurança de proximidade.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Castelo Branco, Destaques, Idanha-a-Nova com as tags , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *