Castelo Branco entre os Distritos mais económicos para comprar casa

 

Castelo Branco Entre os Distritos Mais Económicos Para Comprar Casa

O mercado imobiliário nacional tem sido nos últimos anos palco de subidas verdadeiramente impressionantes. Para investidores oriundos de todo o mundo, tem sido apetecível pelas oportunidades de valorização que apresenta e pelas perspetivas futuras de valorização. Para muitas famílias, revelou-se uma oportunidade ímpar para ver em muito valorizado um bem, ganhando assim o potencial de alterar o rumo das suas vidas.

Com efeito, o preço médio de venda praticado em Portugal em agosto de 2020 situa-se agora nos €340.905, liderado pelo distrito de Lisboa onde o valor praticado é de €541.750, em contraste com o distrito onde é mais económico adquirir um imóvel, Portalegre, com €113.215.

Castelo Branco, que está entre os quatro distritos do país onde é mais barato adquirir um imóvel, segundo os dados mais recentes apresenta um valor médio de venda de €121.945, um aumento de 0,68% em relação ao mês anterior.

Estes valores representam uma excelente oportunidade para todos aqueles que, sob o atual contexto de pandemia, começam a considerar os distritos do interior do país como alternativas viáveis para se estabelecerem a médio e longo prazo.

O Mercado de Arrendamento

Em termos globais, o mercado de arrendamento tem sido particularmente fustigado por uma quebra de preços na ordem dos -7,87% em comparação com o ano passado. O valor médio praticado no arrendamento é agora de €1.053 representando menos €90 que em 2019.

Estes valores representam flutuações bastante acentuadas nomeadamente nos principais distritos como é o caso de Lisboa, onde o valor médio de arrendamento caiu -10,02% (de €1.527 para €1.374) ou o Porto, com -13,07% (de €1.071 para €931), a Região Autónoma da Madeira com -10,34% (de €890 para €798) ou Vila Real, a mais penalizada, com -14,90% (de €510 para €434).

Em contraciclo, Beja revela um crescimento de 57,44% com o valor médio de renda de 2019 de €390 a fixar-se agora nos €614.

Castelo Branco situa-se também neste segmento, entre os distritos onde é mais barato arrendar casa. O valor atual viu uma diminuição de -0,50% em relação ao mês anterior, fixando-se agora em €402.

As Oportunidades Futuras

Para distritos do interior e onde o preço do imobiliário é mais baixo tanto no mercado de venda, como no mercado de arrendamento, a mudança de paradigma que se observa atualmente poderá representar uma oportunidade ímpar.

As oportunidades para fixar população derivam agora de uma rápida transição para o teletrabalho, para a formação de qualidade em áreas tecnológicas e da adoção de uma transição digital eficaz. Estas áreas vitais têm o poder de redefinir a localização geográfica como fator preponderante para inúmeras famílias, o que se reflete nas suas escolhas em termos de habitação.

Em termos práticos, se uma profissão pode ser executada a partir de qualquer localização, será muito mais fácil decidir viver num distrito onde a habitação seja muito mais barata e a qualidade de vida associada muito superior.

Estes distritos têm assim uma oportunidade única de apelar a famílias que viram a natureza do seu emprego mudar radicalmente e, dessa forma, resolver um dos problemas mais complexos do nosso país: a desertificação do interior.

 

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Castelo Branco, Destaques com as tags , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *