Filarmónica Idanhense inicia a 15 de Agosto a “Música ao Largo”

Filarmónica Idanhense inicia a 15 de agosto a “Música ao Largo

O ciclo de concertos “Música ao Largo”, uma iniciativa da Filarmónica Idanhense, tem início no próximo sábado, 15 de agosto.

Até 29 de agosto, a banda apresenta-se ao vivo em seis largos do concelho de Idanha-a-Nova, sempre ao sábado, cumprindo todas as normas da Direção-Geral da Saúde.

Assim, o primeiro concerto é no dia 15 de agosto, às 19:00, no Largo da Igreja de Monfortinho.

No mesmo dia 15, às 21:30, a Filarmónica Idanhense atua também no Largo da Igreja de Salvaterra do Extremo.

No dia 22 de agosto, a banda centenária desloca-se até ao Largo da Igreja de Alcafozes, às 19:00; e depois toca no Largo da Igreja de Toulões, às 21:30.

Os últimos concertos acontecem a 29 de agosto. Primeiro, a Filarmónica Idanhense atua no Jardim Público da Aldeia de Santa Margarida, às 19:00; e de seguida dá um concerto no Largo de Santo António, em Idanha-a-Nova, às 21:30.

A entrada nos espectáculos é gratuita, mas carece de bilhete e é sujeita à limitação dos espaços. À lotação dos espaços, de acordo com as normas da DGS, retirou-se 30% da capacidade total para um acesso responsável e em segurança à cultura.

Os bilhetes podem ser adquiridos junto da Filarmónica Idanhense ou das Juntas de Freguesia que recebem os concertos.

O ciclo de concertos “Música ao Largo” é organizado pela Filarmónica Idanhense e pelo Município de Idanha-a-Nova, Cidade Criativa da Música da UNESCO. É promovido pela Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB) e integra a programação do Festival das Artes da Beira Baixa, que se realiza no âmbito do programa Beira Baixa Cultural, cofinanciado pelo Centro2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional).

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Idanha-a-Nova, Turismo com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *