Moon Gate em Oleiros dia 2 de Agosto

Inauguração da Moon Gate de Oleiros está marcada para o dia 2 de agosto

Inauguração da Moon Gate de Oleiros está marcada para o dia 2 de agosto

Obra integra roteiro de obras de arte do Cortiçada Art Fest

A inauguração da obra Moon Gate, situada em Torna, Ribeira de Oleiros, está agendada para o próximo dia 2 de agosto. Recorde-se que esta é uma de três obras de arte na paisagem, instalada no âmbito do roteiro de obras do Cortiçada Art Fest – Festival de Experiências Artísticas na Paisagem – uma iniciativa dos municípios de Oleiros, Proença-a-Nova e Sertã, em colaboração com o escritório de arquitetura MAG – Marques de Aguiar, que pretende homenagear a interioridade e dar uma nova vida à região.

A localização da obra destaca-se na paisagem de Oleiros pela continuidade das qualidades estéticas impressas ao longo dos tempos na modelação desta unidade de paisagem rural. Esta é uma paisagem em transformação em que a produção rural vai dando lugar a novas vivências do espaço natural, através de percursos pedestres e lugares recreativos e contemplativos.

A instalação, um círculo de resina com 2 m de diâmetro, de cor âmbar, foi estrategicamente enquadrada e colocada no local. Através da cor, das texturas e de diferentes graus de translucidez, procura evocar-se a entrada num jardim distante. O rigor deste elemento geométrico no cenário da ribeira reforça a sensação de intencionalidade e de estabilidade presentes nas “entradas” dos lugares de exceção.

Moon Gate é uma obra criada em co-autoria pela equipa Mag – Marta Aguiar e Mariana Costa, com Sofia Marques de Aguiar.

Executada em várias camadas de resina, protegida por policarbonato e suspensa em cabos de aço, aro em aço inox com acabamento latoado.

A incorporação de iluminação no interior da resina transforma a obra durante a noite, em cores vulcânicas e reflexos na água da ribeira, sugerindo uma lua.

Para o Município de Oleiros, a obra vem prestar uma justa homenagem ao Padre António de Andrade, ilustre Oleirense “descobridor do Tibete“, fazendo uma alusão a uma peça arquitetónica muito presente em jardins orientais, ao mesmo tempo que valoriza um troço da Ribeira de Oleiros tão apreciado pelo jesuíta.

Do mesmo modo, pretende-se dotar o espaço natural de novas vivências, através da criação de lugares recreativos e contemplativos. A integração desta obra num roteiro de arte intermunicipal é outro aspeto realçado pelo Município, permitindo assim a projeção e valorização do território.

Só com escala nos afirmamos. Dar dimensão ao nosso território e acrescentar-lhe alma e valor pode traduzir-se numa “floresta de oportunidades”. Sendo esta uma região ameaçada pelos incêndios florestais e com um património valioso que urge revitalizar, em boa hora a DGARTES lançou esta medida que vem de encontro a uma das prioridades do executivo camarário oleirense: a promoção das artes e da cultura de uma forma inclusiva e transversal”, refere Paulo Urbano, vereador da Cultura da Câmara Municipal de Oleiros.

Além de Moon Gate, instalada na Ribeira, nesta celebração da paisagem proporcionada pelo roteiro de obras de arte da Cortiçada Art Fest são também instaladas obras no município da Sertã, no Jardim da Carvalha e na Serra das Talhadas, em Proença-a-Nova. A par da criação e produção de três obras de arte na paisagem, com a inauguração de um roteiro nestes  municípios, a Cortiçada Art Fest lança a Cortiçada Week uma semana de experiências de construção no Verão de 2021 e em breve será anunciado um concurso com impacto a nível nacional.

O “Cortiçada Art Fest – Festival de Experiências Artísticas na Paisagem”  tem como objetivo promover a interioridade, combater o despovoamento e dar uma nova vida aos concelhos de Oleiros, Proença-a-Nova e Sertã, que foram afetados de modo significativo pelos fogos florestais, com diversas iniciativas. Financiado pela DGARTES, no âmbito do “Programa de Apoio em Parceria – Revitalização do Pinhal Interior – Programa de Desenvolvimento Cultural o Território” e com uma dinâmica única, o evento promove a integração e a coesão social, atraindo as atenções a nível nacional e, em simultâneo, promovendo a transformação da paisagem.

Pode acompanhar todas as novidades do projeto aqui.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Oleiros com as tags , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *