Emigrantes portugueses na Suiça já passam mal

A presença de portugueses nas filas para receberem cabazes de ajuda alimentar na Suíça é apenas um dos sinais de como a crise provocada pela covid-19 está a afectar os emigrantes, numa dimensão que começa agora a ser avaliada.

“Não são a maioria, mas vi muitos portugueses a irem buscar os cabazes de comida, o que me surpreendeu”, afirma o conselheiro das comunidades na Suíça. José Inácio Sebastião participou recentemente numa iniciativa de oferta de cabazes alimentares em Genebra e ficou surpreendido por ver tantos portugueses a recorrerem a esta oferta.

A maioria das pessoas que precisa desta ajuda é oriunda da América Latina, mas também são muitos os portugueses afectados pela perda de rendimento“, revela.

Na Suiça, onde residem mais de 200 mil portugueses, ainda “é grande” a expectativa sobre o real impacto da pandemia. Mesmo os que mantiveram o emprego, mas não puderam exercer actividade, tiveram perdas na ordem dos 80%, disse o conselheiro.

O sector da economia doméstica (empregadas de limpeza) foi o que mais afectou a comunidade portuguesa, assim como os trabalhadores temporários.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Comunidades, Destaques, Política com as tags , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *