Municípios portugueses amigos das famílias reconhecidos na Europa

Publicidade

Municípios portugueses amigos das famílias reconhecidos na Europa
A Associação Portuguesa de Famílias Numerosas assinou um protocolo com a ELFAC –
Confederação Europeia de Famílias Numerosas ontem, em Barcelona, com o
objectivo de reconhecer os municípios distinguidos como ‘Autarquias Familiarmente
Responsáveis  na Rede Europeia de Municípios Amigos da Família.
Com a integração na Rede Europeia de Municípios Amigos da Família, os 77 concelhos
Portugueses que receberam a bandeira verde por terem mantido ou adoptado políticas
familiares em 2019 vão poder ser incluídos, caso formalizem essa intenção (através do
preenchimento de um formulário), no registo da Rede, bem como vão poder ostentar o
selo da Rede Europeia.
A partilha de boas práticas e de informação com outros municípios, a par de participar em
eventos organizados pela Rede Europeia, são outras das valências da integração neste
projecto europeu.
A Rede Europeia de Municípios Amigos da Família, formalmente constituída em 2018 pela
ELFAC, promove políticas locais a favor do bem-estar das famílias.
O objectivo da rede é definir um padrão comum de políticas familiares de qualidade na Europa, para estabelecer a médio prazo uma certificação europeia nesta matéria.

«As autarquias portuguesas mais amigas das famílias ficam assim integradas num vasto
movimento, rumo a uma Europa amiga da família», evidencia Rita Mendes Correia,
presidente da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas (APFN).
Para a responsável da APFN, «o reforço dos apoios às famílias é fundamental para a
construção de um país sustentável em termos sociais, mas também económicos».
As distinções aos concelhos portugueses de ‘Autarquias Familiarmente Responsáveis’ são
resultado de um trabalho desenvolvido pelo Observatório das Autarquias Familiarmente
Responsáveis (OAFR), uma iniciativa da APFN, criado em 2008.
Em 2019, a 11a edição do OAFR reconheceu 77 autarquias nacionais, o que
representa 25% da totalidade de municípios portugueses. Os distritos com
maior número de autarquias distinguidas foram os distritos de Coimbra (12), Lisboa (8) e Santarém (8).

Para mais informações contacte:
Rute Chenrim | Assessoria de Comunicação
217552603 | 911 815 176
comunicacao@apfn.com.pt

Sobre a APFN – Associação Portuguesa de Famílias Numerosas
A APFN foi formalmente constituída em 1999 e integra famílias com três ou mais filhos.
A associação acredita e defende os valores da família, representando actualmente mais de 14.000 associados, com mais de 29 mil filhos.
A APFN pretende, com a sua actividade, mudar as mentalidades e as políticas
relativamente à família e transformar o actual cenário de inverno demográfico, que se não for alterado continuará a conduzir à insustentabilidade económica e social do país.
A APFN acredita na família como a solução do futuro e enquanto resposta histórica em
todos os momentos de crise. Está convicta que o país precisa de mais crianças e jovens
mas também precisa que essas crianças e jovens possuam as competências suficientes para enfrentar os desafios do Futuro.

O lema da APFN é:
Apostar na família, construir o Futuro.

Sobre o OAFR – Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis
No conceito “Autarquias Familiarmente Responsáveis”, estão presentes duas vertentes:
Autarquia enquanto responsável de políticas públicas locais e Autarquia enquanto entidade.
Para avaliar estas duas vertentes o OAFR promove um inquérito anual às autarquias, que validamente preenchido/respondido pela autarquia será a base do trabalho do OAFR.
O OAFR afere dados fornecidos pelos municípios, respeitantes ao ano transacto (a 11a edição.
O OAFR avalia os dados de 2018). Entre as medidas valorizadas no OAFR estão os apoios ao nascimento (incluindo alimentação dos
bebés e fraldas), pagamento de creches e jardim-de-infância, comparticipação de
consultas de oftalmologia e apoio à aquisição de óculos, bancos de medicamentos e comparticipação de medicamentos, oferta de vacinação fora do
Plano Nacional de Vacinação, cantinas sociais e cantinas escolares abertas durante os períodos de pausas escolares;
transportes escolares gratuitos até ao 12º ano, entre outras.
A distinção “Autarquias Familiarmente Responsáveis” é atribuída através de uma
bandeira às autarquias que em cada ano se distinguem pelo melhor conjunto de práticas adoptadas em matéria de responsabilidade familiar para
com os seus munícipes e os seus colaboradores. Aos municípios que virem reconhecidas
as suas boas práticas por três ou mais anos consecutivos é atribuída uma bandeira com palma.
http://www.apfn.com.pt/documentos/PR_Rede Europeia20.pdf

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Comunidades, Destaques com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *