Tempo de Pastores em Cernache do Bonjardim, dias 20, 21 e 22 de Setembro

TEMPO DE PASTORES
Para celebrar a Cultura Pastoril das gentes Beira Baixa, nos traços que as caracterizam tão profundamente enquanto comunidades agro-pastoris, “Tempo de Pastores” propõe um conjunto de actividades artísticas, culturais e lúdicas, que vão dos concertos às animações, das palestras às exposições, sem esquecer a folia e a gastronomia pastoril.
Nos dias 20, 21 e 22 de Setembro de 2019, em Cernache do Bonjardim, mais precisamente no Atelier Túlio Vitorino, terá lugar uma festa dedicada aos pastores e à Cultura Pastoril da Beira Baixa.

O evento é uma produção da Destarte Cooperativa em parceria com o Município da Sertã.

De assinalar ainda que o evento “Tempo de Pastores” integra a programação das “Jornadas Europeias da Cultura” e foi classificado como “EcoEvento” pela Valnor.
Na área do jardim do Atelier Túlio Vitorino serão apresentados dois concertos musicais distintos, ambos alusivos à música tradicional, pela banda “Cantos da Terra Lusa”, um projecto musical de formação aberta com participações de diversos músicos convidados.

O concerto “Sons da Pastorícia” terá a direcção musical do músico João Paulo Leitão; e o concerto “Modas do labor, da Fé e do Lazer”, terá a direcção musical do cantautor Miguel Calhaz, ambos com ligações à Beira Interior e à região da Sertã. Não esquecendo a música popular regional, terão também lugar concertos dos “Cavaquinhos do Clube da Sertã”e do “Grupo de Adufes de Penha Garcia”, entre outros, que interpretarão alguns temas da música popular tradicional.
Estará também patente ao público, no espaço do Atelier Túlio Vitorino, uma exposição dedicada à Cultura Pastoril da região, subdividida em dois áreas: “Artefactos do Pastor” e “Instrumentos Musicais Tradicionais”. A exposição de artefactos pastoris é composta por um acervo de utensílios e objectos esculpidos por pastores que lhes impuseram a sua marca estética. A pureza e a simplicidade dos objectos expostos transporta o visitante a esse universo próximo e distante que foi “Tempo de Pastores”. A exposição foi construída a partir do espólio de diversos coleccionadores privados e tem a curadoria de José Magalhães e Maria Sá Pereira Capelo.
Entre os oradores convidados para proferir as palestras estão três investigadores da cultura pastoril regional, que têm produzido estudos sobre o tema sob diferentes perspectivas: Manuel Lopes Marcelo, Eddy Chambino e Maria Sá Pereira Capelo.

Também a presença do pastoril na literatura portuguesa, será o tema a tratar numa palestra de Elisabeth Morão.
Na área da animação está prevista a apresentação de um filme documental dedicado aos pastores, com apresentação de Eddy Chambino, e uma conversa aberta acerca do tema pastoril. A animação musical no recinto e na vila estará a cargo de um grupo de músicos que farão relembrar alguns temas da música tradicional e das tertúlias pastoris.
Serão três dias a festejar a cultura que emana do modo de vida ancestral das gentes da região do centro interior, para a celebrar em todas as suas vertentes.

Dada a diversidade do programa, os visitantes poderão desfrutar de diferentes actividades e momentos artísticos e culturais, do popular ao erudito.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Educação, Inclusão, Sertã com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *