Aliança alcança notável resultado ainda sem actividade política significativa

A poucos meses das Eleições Europeias, o Aliança liderado por Pedro Santana Lopes exibe capacidades importantes e surpreende com uma previsão de 4% ainda sem actividade política significativa.

Este resultado mostra que é possível crescer após o 1º Congresso de Fevereiro, mas, com estes 4% já elege o cabeça de lista para as europeias e nas Legislativas um Grupo Parlamentar.

Fontes que contactámos dizem que o “golpe ” de Luís Montenegro, vai ajudar a clarificar a situação política no Centro direita com novos protagonistas a surgirem no panorama político e acentuarão a liderança de Pedro Santana Lopes neste campo.

As mesmas fontes estão em crer que Rui Rio não vai convocar Primárias no PSD, deixando os últimos “passistas” entregues à sua sorte e a um afastamento certo, coisa que tentaram evitar ao desferir este golpe contra um Presidente eleito há menos de um ano e ainda sem se submeter a Eleições.

À esquerda, António Costa garante 40% insuficientes para a maioria absoluta, o BE mantém 7,6 e destaca-se da CDU que consegue os mesmos 7,1 do CDS.

PSD com 24,5% e PAN com 1,9 completam o painel dessta sondagem.

De notar que Marcelo Rebelo de Sousa continua a cair embora liderando e Assunção Cristas é leader com menos apreciação pública fixando-se nos 2%.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Nacional, Oleiros, Política com as tags , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *