…” queimar em lume brando…”

Portugal, nos últimos anos recuou no respeito pela vida de terceiros.

Vem ao caso o final do processo dos vistos gold ( de que tem afinal poucos vistos gold ) e a inocência de Miguel Macedo que conheci nas minhas diambulações pelo interior do país no exercício da minha actividade profissional de jornalista.

Era um excelente Ministro que sempre tive como sério.

Faço notar aos interessados que nem sou do seu Partido.

Uma carreira política consolidada e em ascensão foi atirada para o caixote do “lixo” com aa investigação do MP (Ministério Público) apoiada pelos jornais (pasquins) que “assassinam pessoas” sem que a justiça os feche, penalize, julgue…

Ontem, Miguel Macedo entre outros, foram completamente inocentados após 4 anos de exposição pública miserável.

E agora, pergunto, como ressarcir este cidadão e a Família?

Outros casos já aconteceram, outros vão acontecer e a PGR nada faz.

O sentimento é de insegurança para todos.

Basta enviar uma carta anónima ao MP, depois fazer algumas chamadas de teor comprometedor, telefones já sob escuta após a miserável carta anteriormente referida e lá está o CM à porta do infeliz cidadão que se pretende atingir e queimar em fogueira pública como na inquisição.

O sinal é de alarme, ninguém está a salvo, por isso, independentemente das nossas posições políticas, devemos combater este cancro que a qualquer um pode atingir.

Director

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Comunidades, Destaques, Justiça, Oleiros com as tags , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *