Aldeia histórica de Monsanto dá o exemplo – Memorial aos Combatentes

Idanha-a-Nova

Monsanto inaugura Memorial aos Combatentes

A aldeia histórica de Monsanto, no concelho de Idanha-a-Nova, inaugurou um Memorial aos Combatentes, no passado dia 15 de abril, localizado à entrada da zona histórica.

A placa do Memorial, em homenagem aos monsantinos mortos em combate, foi descerrada por Paulo Monteiro, presidente da União de Freguesias de Monsanto e Idanha-a-Velha, entidade responsável pela obra, e pelo pároco de Monsanto, Padre Adelino Lourenço.

Intervieram ainda o presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, e o representante da Liga dos Combatentes – Núcleo de Castelo Branco, Coronel Manuel Veloso, numa cerimónia que reuniu várias entidades e dezenas de monsantinos.

O Memorial foi proposto à União de Freguesias pelo monsantino Elias Vaz, investigador e antigo combatente, tendo obtido aprovação em sede de Assembleia de Freguesia e, em seguida, merecido também o apoio da Câmara de Idanha-a-Nova e da Liga dos Combatentes.

Com este Memorial, quis a Junta, em representação do povo de Monsanto, prestar uma singela mas sentida homenagem aos bravos monsantinos que um dia juraram defender a pátria nem que fosse com o sacrifício da própria vida”, disse o autarca de Monsanto, explicando que o monumento é composto pelo Brasão de Monsanto, após recuperação histórica, e por uma placa que perpetua os nomes dos combatentes mortos ao serviço da pátria.

Por seu lado, o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova destacou que o Memorial aos Combatentes “é demonstrativo de que os monsantinos e o povo idanhense, em geral, orgulha-se da sua história”. “Temos a responsabilidade de preservar a nossa memória e esta homenagem é disso exemplo: é feita com as gentes de Monsanto e para as gentes de Monsanto”, afirmou.

O Coronel Manuel Veloso também usou da palavra, para manifestar que “foi com imensa satisfação que a Liga dos Combatentes, nomeadamente o Núcleo de Castelo Branco, se associou a este evento, iniciado por gente da terra e promovido pela Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, que com este gesto nos recordam que são um povo com referências, valores e história”.

O Memorial foi inaugurado com a bênção do Padre Adelino Lourenço, que deixou uma palavra de apreço pela iniciativa.

Memorial aos Combatentes

Memorial aos Combatentes

Povo saudou a iniciativa

Povo saudou a iniciativa

Armindo Jacinto apoiou a iniciativa

Armindo Jacinto apoiou a iniciativa

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques, História, Idanha-a-Nova com as tags , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *