Freguesia de Oleiros – Amieira lança o importante “PR5”, Percurso Pedestre de Oleiros

PR5 – Percurso Pedestre de Oleiros avança com trabalhos finais e a abertura ao público está para breve

A Junta de Freguesia de Oleiros/Amieira está a preparar um percurso pedestre, circular, de pequena rota (PR), que incentiva a descoberta da caprinicultura Oleirense, presente nas margens da Ribeira de Oleiros.

Este percurso tem saída e chegada no Posto de Turismo de Oleiros e ficará, permanentemente, marcado em ambos os sentidos com sinalização pedestre.

No interior da Vila de Oleiros são desvendados a sede da Sociedade Filarmónica Oleirense, a belíssima Igreja da Misericórdia, edificada no séc. XVI e a Igreja Matriz que constitui um tesouro artístico de interesse municipal.

Cabrito no Trilho

Cabrito no Trilho

Após estas passagens, o percurso segue para o Largo dos Viscondes e inicia a descida para a margem direita da Ribeira de Oleiros.

Trilho já marcado

Trilho já marcado

Ao entrar na margem, palmilham-se caminhos e trilhos, que levam à descoberta da nostálgica “Fonte dos Braços”, à observação do imponente Açude da Salina, do parque de merendas da Tapadona, da recuperação do “carreiro da escola” (entre a Tapadona e o Gozendo), da passagem do “miradouro do Gozendo” para observar a várzea da Ribeira de Oleiros e da paisagem serrana e recuperação da “vereda das cabras” (nas Tojeiras) que é um trilho a meio da encosta, que a população antigamente utilizava para pastorear a “cabrada” aquando “gaiatos”.

Ao fim deste trilho, o percurso percorre caminhos florestais que atravessam uma vasta área agrícola e florestal até à Ponte Grande, dando acesso à “Fonte das Freiras” e ao monumental “Freixo do Adro”.

Ponte Grande

Ponte Grande

Pelos Trilhos do Cabrito

Pelos Trilhos do Cabrito

Depois, segue para a Praça da República, Jardim Municipal e termina o percurso no Posto de Turismo.
No decorrer das próximas semanas, os trabalhos irão intensificar-se, sobressaindo a limpeza de vegetação, a marcação com sinalética específica (de cor amarela e vermelha – já presente em quase todo o percurso), aplicação de painéis interpretativos e construção de estruturas, em madeira, essenciais à circulação segura dos utilizadores do percurso pedestre.

Trata-se de uma extraordinária acção virada para a população, mas, especialmente para quem quer conhecer a bela região de Oleiros e um contributo para o turismo.

Açude da Lameira

Açude da Lameira

Oleiros Amieira

Oleiros Amieira

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Economia, Oleiros, Turismo com as tags , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *