Freguesia de Oleiros – Amieira lança o importante “PR5”, Percurso Pedestre de Oleiros

PR5 – Percurso Pedestre de Oleiros avança com trabalhos finais e a abertura ao público está para breve

A Junta de Freguesia de Oleiros/Amieira está a preparar um percurso pedestre, circular, de pequena rota (PR), que incentiva a descoberta da caprinicultura Oleirense, presente nas margens da Ribeira de Oleiros.

Este percurso tem saída e chegada no Posto de Turismo de Oleiros e ficará, permanentemente, marcado em ambos os sentidos com sinalização pedestre.

No interior da Vila de Oleiros são desvendados a sede da Sociedade Filarmónica Oleirense, a belíssima Igreja da Misericórdia, edificada no séc. XVI e a Igreja Matriz que constitui um tesouro artístico de interesse municipal.

Cabrito no Trilho

Cabrito no Trilho

Após estas passagens, o percurso segue para o Largo dos Viscondes e inicia a descida para a margem direita da Ribeira de Oleiros.

Trilho já marcado

Trilho já marcado

Ao entrar na margem, palmilham-se caminhos e trilhos, que levam à descoberta da nostálgica “Fonte dos Braços”, à observação do imponente Açude da Salina, do parque de merendas da Tapadona, da recuperação do “carreiro da escola” (entre a Tapadona e o Gozendo), da passagem do “miradouro do Gozendo” para observar a várzea da Ribeira de Oleiros e da paisagem serrana e recuperação da “vereda das cabras” (nas Tojeiras) que é um trilho a meio da encosta, que a população antigamente utilizava para pastorear a “cabrada” aquando “gaiatos”.

Ao fim deste trilho, o percurso percorre caminhos florestais que atravessam uma vasta área agrícola e florestal até à Ponte Grande, dando acesso à “Fonte das Freiras” e ao monumental “Freixo do Adro”.

Ponte Grande

Ponte Grande

Pelos Trilhos do Cabrito

Pelos Trilhos do Cabrito

Depois, segue para a Praça da República, Jardim Municipal e termina o percurso no Posto de Turismo.
No decorrer das próximas semanas, os trabalhos irão intensificar-se, sobressaindo a limpeza de vegetação, a marcação com sinalética específica (de cor amarela e vermelha – já presente em quase todo o percurso), aplicação de painéis interpretativos e construção de estruturas, em madeira, essenciais à circulação segura dos utilizadores do percurso pedestre.

Trata-se de uma extraordinária acção virada para a população, mas, especialmente para quem quer conhecer a bela região de Oleiros e um contributo para o turismo.

Açude da Lameira

Açude da Lameira

Oleiros Amieira

Oleiros Amieira

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Economia, Oleiros, Turismo com as tags , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *