Proença-a-Nova cria gabinete de apoio às Associações do concelho

Município cria Gabinete de Apoio ao Associativismo e Coletividades

O Município de Proença-a-Nova vai criar o Gabinete de Apoio ao Associativismo e Coletividades que terá como principal objetivo promover um contacto mais célere entre associações e autarquia, seja no âmbito da atribuição de subsídios, obras a realizar, atividades a desenvolver, entre outros assuntos.

O anúncio foi feito durante o II Encontro de Associações do Concelho de Proença-a-Nova que este sábado, 18 de fevereiro, reuniu 48 coletividades e 100 dirigentes associativos.

Já no âmbito desta nova infraestrutura, foi apresentado o novo portal do associativismo, a funcionar dentro da página do Município (disponível em http://www.cm-proencanova.pt/Municipio/associativismo/281), onde as associações têm de efetuar o seu registo para uma atualização permanente dos seus corpos sociais e plano de atividades, entre outras informações.

Para João Lobo, presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, o trabalho que agora se está a desenvolver é resultado de uma política de associativismo iniciada há dez anos. “Houve uma altura em que estrategicamente optámos por começar a intervir naquilo que era o espaço físico das associações.

Há trabalho ainda por fazer, com certeza, e haverá sempre, mas foi uma primeira intervenção fundamental para passar para outra fase”.

Seguiu-se a realização e promoção das feiras temáticas, realizadas com as associações, que permitiu um ganho económico para quem participava que é, posteriormente, reinvestido na comunidade.

O impacto destas iniciativas verifica-se também ao nível social, uma vez que potencia o “contacto intergeracional, com os mais velhos a transmitir conhecimentos aos mais novos”.

O próximo passo desta equação passa por dinamizar ainda mais as comunidades locais, contribuindo para o aumento da atratividade do concelho.

O testemunho de nove associações mostra que há atividades que estão a ser desenvolvidas que vão além da organização de convívios. São exemplo disso a recuperação de património material em Sobral Fernando – no caso moinhos de água –, a limpeza de terrenos em redor da aldeia, no caso da Amoreira ou a recolha de património imaterial das Janeiras, na Maljoga.

Foi ainda apresentada a mais recente associação do concelho, criada há pouco mais de duas semanas: o CASE – Coletivo de Artes Sem Exceção, mostrando que o movimento associativo continua a justificar-se e está a alargar o seu âmbito para áreas até agora não totalmente abrangidas no associativismo tradicional.

O Coletivo terá as suas instalações no último piso no edifício que albergou os antigos Paços do Concelho, no Largo Pedro da Fonseca, que será convertido em Casa das Associações.

Para além do CASE, também as associações com sede na vila de Proença-a-Nova serão acomodadas neste espaço, caso do Grupo Coral, Companhia de Teatro, Núcleo da Juventude, Escola de Música, entre outras.

O projeto da Casa das Associações, disponível a partir de final março, foi apresentada pelo vice-presidente da Câmara Municipal, João Manso, que revelou igualmente que a autarquia irá iniciar uma nova forma de apoiar as associações, beneficiando aquelas que mais atividades desenvolverem durante o ano, inclusive as que resultarem de intercâmbios entre associações.

Do programa do II Encontro de Associações fez ainda parte a apresentação da Ecogerminar, Desenvolvimento Local, Economia Solidária e Inovação Social, pela voz do seu presidente Marco Domingues, que sintetizou algumas das iniciativas que desenvolvem em Juncal do Campo, no concelho de Castelo Branco, de onde se destaca “Há Festa no Campo” ou “Ecoturismo – Experiências d’Aldeia”.

É possível fazer numa pequena aldeia o que se faz numa grande cidade”, afirmou Marco Domingues, não sendo por isso de surpreender que a aldeia tenha um mural de Vhils no âmbito do Festival Aldeias Artísticas.

Da parte do Município, foram apresentados projetos inclusivos que dinamizam as aldeias e são realizados em conjunto com as associações, como a Bibliomóvel, a Unidade Móvel de Saúde e a Ginástica Sénior, e foi ainda realizada uma apresentação sobre o turismo no concelho com o objetivo de sensibilizar os presentes para a necessidade de valorizar e divulgar o património existente.

João Lobo discursa

João Lobo discursa

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Proença-a-Nova com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *