A Associação de Estudos do Alto Tejo e Almaraz

Posição da Associação de Estudos do Alto Tejo no que respeita à Central Nuclear de Almaraz

A Associação de Estudos do Alto Tejo associa-se aos esforços do Governo português, organizações ambientais e outras entidades para impedir a construção, por parte das autoridades espanholas, de um aterro de resíduos nucleares da central de Almaraz, Espanha.

E reitera o empenho em forçar o governo espanhol a cumprir o calendário que o próprio divulgou em devido tempo de desmantelamento da central nuclear de Almaraz em 2020. 

Associação de Estudos Alto Tejo

Associação de Estudos Alto Tejo

A Associação de Estudos do Alto Tejo sublinha os riscos de devastação na saúde humana e no ambiente associados à laboração de uma central nuclear. No caso de Almaraz, potenciados pela sua laboração junto ao rio Tejo. Razão mais do que suficiente para obrigar a uma posição enérgica de Portugal, pela proximidade geográfica com Almaraz (cerca de 100 quilómetros) e partilha da gestão do Tejo.

A Associação de Estudos do Alto Tejo exige à Comunidade Europeia que seja diligente e rigorosa com Espanha na aplicação das regras comunitárias, em especial as ambientais, e no acompanhamento deste processo.

Por último, a Associação de Estudos do Alto Tejo junta não só a voz como a disponibilidade para planear, organizar e concretizar todas as ações de sensibilização e protesto, de todas as entidades que partilham as mesmas reivindicações, e que visem travar o processo de construção do aterro nuclear de Almaraz e conduzam ao desmantelamento da respetiva central nuclear até ao ano de 2020.

Estamos à vossa disposição para qualquer esclarecimento que for necessário.

Almaraz

Almaraz

 

  • Ana Carmona
  • …………..
  • Contactos da Associação

Associação de Estudos do Alto Tejo
Rua de Santana
R/c Edifício Seg Social
6030-230 Vila Velha de Ródão
Tlm: 96 140 63 11 e-mail: altotejo@gmail.com
Página web: www.altotejo.org
Nota do Director:
Toda a estrutura dos Jornais de Oleiros e de Vila de Rei está empenhada neste decisivo combate.
Sublinhados:
Este não é um problema da região, é um problema nacional. Luís Correia, Presidente da Câmara de Castelo Branco na RTP 1, na noite de 16 de Janeiro de 2017.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Castelo Branco, Comunidades, Destaques, Oleiros com as tags , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *