Marinha inactiva engenho na Costa da Caparica

No local, em coordenação com a Capitania do Porto de Lisboa, o DMS1 identificou um engenho “Marine Marker – MK 25” – utilizado em ambiente marinho para sinalização e marcação de áreas, em situações de emergência no mar – foi transportado para uma área segura e posteriormente neutralizado.

Devido à confluência de diversas rotas marítimas e aéreas, este tipo de engenho é encontrado com alguma frequência na costa Portuguesa e requer precauções no seu manuseamento, podendo ser extremamente perigoso.
Na sua composição, contém fósforo branco que na presença de oxigénio deflagra (inicia combustão a alta temperatura), causando queimaduras graves se em contato com a pele.
Neste caso o engenho terá sido recolhido em local e por pessoa incerta, tendo sido abandonado junto ao posto da Polícia Marítima na Costa de Caparica.
É de salientar que este tipo de engenho pode aparentar um estado estável e seguro, no entanto como se verificou neste caso, o engenho encontrava-se acionado, totalmente funcional e contendo ainda parte da carga explosiva no seu interior.
Alerta-se que sempre que for encontrado um engenho deste tipo, o mesmo NÃO DEVERÁ SER REMOVIDO e de imediato deverá ser contactada a Autoridade Marítima Local através de contato direto ou do número nacional de emergência 112.
Marinha portuguesa

Marinha portuguesa

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Comunidades, Destaques, Forças Armadas com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *