Protecção Civil – Oleiros será este ano Centro de Treinos

Proteção Civil com grande aposta em Oleiros

. Oleiros escolhido para Centro de Treino no presente ano

No âmbito da celebração do Dia internacional da Proteção Civil, teve hoje lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a sessão solene de abertura das comemorações que acontecem durante todo o mês de março.

As intervenções começaram pela voz do Presidente da Câmara Municipal, Fernando Jorge que agradeceu ao Comandante Rui Esteves o zelo na defesa das pessoas e bens, reforçando que a Proteção Civil merece todo o carinho e respeito.

O Presidente da Câmara agradeceu ainda o empenho e dedicação do Vice-Presidente ao longo de tantos anos de serviço na proteção das pessoas e bens, trabalho que nem sempre é visível mas que contribui muito para o bem-estar da população.

Por fim, frisou que as catástrofes que têm acontecido têm sido combatidas e prevenidas em grande força, para que não se tornem ainda maiores.

Por seu turno, o Vice-Presidente, Victor Antunes fez uma breve abordagem sobre o que tem sido o trabalho conjunto do Gabinete Florestal e do Serviço Municipal de Proteção Civil.

A forte aposta na floresta tem passado por algumas candidaturas como a instalação de uma Rede Primária de Faixas de Gestão de Combustível, candidata ao PRODER (Programa de Desenvolvimentos Rural), que compreende um investimento total de 1,5 milhões de euros.

Abrangendo uma área total de 1632 hectares, esta é uma infraestrutura de Defesa da Floresta Contra Incêndios, com uma largura das faixas de 125 metros que permite estruturar todas as estratégias de combate mais aconselháveis à segurança das forças de combate.

A construção de reservatórios de água para defesa da floresta contra incêndios, consistiu numa candidatura para 14 pontos de água.

Deste total, foram aprovados até ao momento 13 pontos de água, sendo distribuídos um por cada freguesia, com exceção de Oleiros-Amieira e Estreito-Vilar Barroco que totalizam três pontos em cada freguesia.

Estes pontos de água vão reforçar os já existentes, garantindo o ataque aos incêndios, tanto por meios terrestres como por meios aéreos e representam uma candidatura de mais de 600 mil euros.

Candidatos ao PDR2020, são a sinalização das infraestruturas supra referidas e ainda a limpeza das galerias ripícolas permitindo a função tampão destes espaços à progressão de incêndios.

Com financiamento do Município, está a ser feito um grande trabalho na beneficiação da Rede Viária Florestal, que irá melhorar a acessibilidade aos terrenos florestais, quer para a sua gestão quer para a sua defesa em caso de incêndio.

Foi ainda substituída uma moto-bomba para abastecimento de auto-tanques para uma com grande capacidade e será adquirida antes da época crítica de incêndios, uma nova moto-bomba “portátil” que permite o abastecimento noutros locais de necessidade. Também no período crítico de incêndios florestais, existem no terreno 10 equipas de vigilância e primeira intervenção, pertencentes às Juntas de Freguesia e que, com o apoio do Município e com Treino dos Bombeiros, estão operacionais durante esses três meses e sempre que necessárias durante o resto do ano, prontas a intervir.

O Vice-Presidente frisou ainda, o Sistema de Apoio à Decisão adquirido pelo Município de Oleiros em 2015. Esta ferramenta, vulgarmente designada por videovigilância, serve de apoio à decisão sendo considerada de extrema relevância nas ações de deteção, validação, caracterização e monitorização remota de incêndios florestais. As duas câmaras de vigilância existentes encontram-se no Cabeço Rainho e no posto de vigia de Álvaro.

Victor Antunes acrescentou que se espera “que até ao início da época crítica de Incêndios do presente ano, estejam em funcionamento mais 2 câmaras.

Uma na Ameixoeira (Estreito/Vilar Barroco) e uma outra em Zibreiro (Orvalho)”.

No ano de 2015 foi implementado o Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC) de Oleiros. Luís Antunes, Comandante Operacional Municipal apresentou parte da equipa com quem mais se articula, desde técnicos da ação social, ambiente, florestas, engenharia civil, ordenamento do território, psicologia e proteção civil.

O Comandante frisou que é possível e mais fácil identificar casos problemáticos e consequente resolução dos mesmos.

Problemas como acidentes rodoviários, auxílio e apoio a familiares e vítimas de acidentes, apoio no período pós-incêndio, cheias, derrocadas e até mesmo aldeias isoladas pela queda de neve, têm uma atenção cada vez mais redobrada.

Por fim, o Comandante Operacional Distrital (CODIS), Rui Esteves, frisou que “Proteção Civil é a uma tarefa de todos e envolve todas as entidades e os cidadãos“.

Por toda a organização que está a ser feita no sentido de identificar situações que precisam de ser intervencionadas, o Comandante louvou a disponibilidade do Sr. Presidente para este projeto do risco de incêndios.

Em 2013, foi criado em Oleiros, um treino de máquinas de rasto nível 1, que foi posteriormente implementado a nível nacional.

Rui Esteves transmitiu em primeira mão, que Oleiros será, este ano, o local onde decorrerá o treino operacional nível 2 para todos os operacionais do país. Relembre-se que em 2015, foram necessárias 8 máquinas de rasto para travar o incêndio e que são portanto ferramentas de extrema utilidade, uma vez que “a prevenção é um investimento e não um custo”.

O programa que celebra o dia da Proteção Civil dedica muito do seu tempo às crianças. Com o slogan “Crescer em Segurança“, o CODIS, em conjunto com o Presidente e o SMPC, percorreram os dois infantários da vila de Oleiros, onde sensibilizaram as crianças para a temática através de desenhos para colorir.

Neste mês dedicado às comunidades resilientes, haverá ainda visitas aos bombeiros com as várias escolas do concelho e visitas aos lares para esclarecer sobre medidas de auto-proteção. No dia 15 de março será apresentado o Plano Operacional.

Conheça o programa detalhado aqui.

Pretecção Civil

Pretecção Civil

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Bombeiros, Destaques, Oleiros com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *