“CIMBB”, Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa Promove Concurso de Vinhos

Concurso de vinhos distingue os melhores da CIMBB

A Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB), em parceria com o Centro Ciência Viva da Floresta (CCV da Floresta), está a organizar o ” I Concurso “Os Melhores Vinhos da Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa” com o objectivo de promover o vinho e a actividade vinícola como produto de importante valor económico, cultural e turístico para a região.

Destinado aos vinicultores titulares de marca com certificado de produtos vínicos DOC Beira Interior ou IG Terras da Beira dos concelhos de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova e Vila Velha de Rodão, as inscrições podem ser formalizadas entre os dias 29 de fevereiro e 15 de março no CCV da Floresta.

Sendo os vinhos da Beira Baixa um dos produtos que mais têm aumentado na quantidade, qualidade e nos valores das exportações, faz todo o sentido organizar iniciativas que promovam a excelência dos vinhos da Beira Baixa e que incentivem os nossos produtores a distinguirem-se cada vez mais pela qualidade dos seus produtos”, salienta João Paulo Catarino, presidente da CIMBB.

Concurso de Vinhos

Concurso de Vinhos

Cada participante pode apresentar a concurso vinhos brancos, tintos e rosados da colheita de 2015 (dois por cada categoria) que representem uma existência mínima de dois mil litros cada. Numa primeira fase, o CCV da Floresta irá recolher quatro amostras submeter a análise físico-química. No dia 9 de abril, um júri composto por nove elementos irá fazer a prova cega dos vinhos a concurso: aqueles que alcançarem 85 ou mais pontos receberão a classificação de Ouro e ao mais votado de todos será atribuído a categoria de “Beira Baixa Excelência de Ouro”; os vinhos que alcançarem 75 ou mais pontos serão classificados como Prata.

As normas de funcionamento do concurso podem ser solicitadas na CIMBB ou no CCV da Floresta, parceiro nesta iniciativa tendo em conta o trabalho desenvolvido desde 2012 no seu Laboratório de Vinhos e ainda na formação, realização de conferências e apoio aos produtores vinícolas da região.

A Denominação de Origem Beira Interior, criada em novembro de 1999, e IG Terras da Beira compreendem as Beiras Baixa e Alta. Segundo a Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior, existem cerca de 16.000 hectares de vinhas nesta região e uma grande variedade de castas. Nos anos mais recentes, um maior número de produtores tem investido neste produto e a sua qualidade tem igualmente contribuído para uma aposta mais consolidada na exportação dos vinhos da Beira Interior.

 

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Castelo Branco, Ciência, Comunidades, Destaques, Economia, Proença-a-Nova com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *