Bombeiros portugueses travam “guerra” destrutiva

Com o país a arder intensamente, são os bombeiros portugueses que nas linhas da frente suportam um embate fratricida.

Não é aceitável o que se está a passar em Portugal.

90% dos fogos com origem humana (ANPC) e 75% ateados por mãos criminosas (Jaime Marta Soares na SIC), o problema deixou de ser só dos bombeiros e passou claramente para a esfera policial e judicial.

Os bombeiros não podem suportar tudo e estarem “abandonados à sua sorte“.

É preciso mobilizar a população também, pois, em muitos locais, por razões monetárias ou outras, não tem correspondido no apoio necessário e que urge restabelecer.

Na zona de Oleiros este problema não se tem colocado e as populações estão de mãos dadas com os bombeiros. Mas não é assim em todo o país…

 

PF

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Bombeiros, Destaques com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *