Centro de Frutologia Compal já com os pés na terra

Sessões no terreno com mais horas e novas frutas

FORMANDOS DA ACADEMIA DO CENTRO DE FRUTOLOGIA COMPAL JÁ COM OS PÉS NA TERRA

A Academia do Centro de Frutologia Compal está no terreno desde o dia 21 de maio, com o início das sessões práticas.

Na sua terceira edição, o programa vê aumentar o número de horas de formação e inclui mais variedades de fruta e mais Organizações de Produtores.

As sessões no terreno na Cova da Beira decorrem nas explorações da Sociedade Agrícola de Quinta de Lamaçais, nos dias 25 de maio, 04 e 25 de junho e irão receber os empreendedores frutícolas que pretendem reforçar os seus conhecimentos sobre a produção de Cereja, Marmelo, Maçã e Pêssego.

As sessões percorrem o país de norte a sul, com o objetivo de partilhar com os participantes um conjunto de melhores práticas agrícolas.

Os 12 formandos da Academia do Centro de Frutologia Compal 2015 reuniram-se pela primeira vez em Lisboa, em três dias de formação intensiva durante os quais foram administrados os módulos teóricos. Fruticultura, gestão agrícola, associativismo e instrumentos de financiamento foram os temas abordados nestas sessões, além dos novos módulos “Soluções de Eficiência Energética para Explorações Agrícolas” e “Novas Tecnologias ao Serviço da Sustentabilidade Agrícola”, que têm importância acrescida no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020.

Fará ainda parte do programa de formação as visitas às explorações agrícolas modelo da Frutus e da Fruteco e uma sessão na fábrica Compal.

A Academia do Centro de Frutologia Compal pretende partilhar conhecimento e formação com os fruticultores nacionais, ao mesmo tempo que possibilita o contacto próximo e o estabelecimento de relação com algumas das principais entidades no setor agrícola nacional com o intuito de promover o trabalho em colaboração.

Entre as entidades que participam como formadoras estão a Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, a CONFAGRI e o Instituto Superior de Agronomia.

A Academia é uma iniciativa de formação do Centro de Frutologia Compal, criada com o objetivo de estimular a inovação na fruticultura nacional, levando os empreendedores do sector a ver o pomar e o negócio com os olhos dos gestores agrícolas do futuro.

Terminado o período de formação, os empreendedores frutícolas participantes irão submeter os seus projetos de negócio à avaliação do Júri e os três melhores receberão uma bolsa de 20.000€.

 

 

Para mais informações e contactos:

Filipa Costa | filipa.costa@loyaladvisory.com | 964 244 518

 

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Covilhã, Economia, Educação com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *