Festival Gastronómico de Oleiros bateu todos os records

Festival Gastronómico bate records

. Número de doses servidas aumentou significativamente

. Mais de 3.000 comensais aderiram ao Festival Gastronómico

O VII Festival Gastronómico do Cabrito Estonado e do Maranho, nos dois últimos fins-de-semana, ficou marcado pela superação de resultados.

Ao todo, foram nove os restaurantes do concelho que aderiram a esta iniciativa, num número record de adesão de estabelecimentos aderentes.

A fazer jus a estes dados, também o número de cabritos assados excedeu largamente as edições anteriores e nos quatro dias do Festival o número de doses servidas aumentou significativamente face a outros anos, dando resposta à procura das mais de 3.000 pessoas que tiveram a oportunidade de provar esta especialidade Oleirense no seu concelho de origem, assim como os Maranhos do Pinhal, cujo número de doses consumidas também aumentou.

Segundo os participantes, o Festival atrai anualmente um elevado e crescente número de visitantes, fruto do trabalho de divulgação efetuado que envolve anualmente os mais variados meios e órgãos de comunicação social.

Nesta edição, houve ainda a preocupação de realizar outras atividades paralelas de animação, as quais foram do agrado dos mais vários públicos que ao longo destes dias passaram por Oleiros em busca do turismo de natureza, religioso, gastronómico, da saudade ou de aventura.

Segundo os profissionais aderentes, este é um esforço que tem dado frutos de uma forma sustentável, verificando-se uma procura frequente ao longo do ano e crescente a cada edição.

Quem participa reconhece que o investimento da autarquia se traduz num benefício imediato, acrescido de frequentes mais-valias ao longo do tempo.

 

...imperdível

…imperdível

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Oleiros com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *