7º Festival do Cabrito Estonado em Oleiros

7.º Festival Gastronómico do Cabrito Estonado e do Maranho arranca no próximo fim-de-semana

. A não perder

. Escolha difícil

. Vá a todos é o melhor

Nos fins-de-semana da Páscoa, nos dias 28 e 29 de março e 4 e 5 de abril, 9 restaurantes do concelho vestem-se de festa e participam na sétima edição do Festival Gastronómico do Cabrito Estonado e do Maranho, no qual a carne de caprinos marca o mote.

São eles:

Oleiros:

Callum (272 680 010),

Casa Peixoto (272 682 250),

Ideal (272 682 350),

Maria Pinha (965 586 477),

Prontinho (272 682 338),

Regional (272 682 309),

Salina (961 258 844),

Orvalho

Pérola do Orvalho (272 746 119,

Cambas (Ponte de Cambas)

Slide (965 720 287).

Estes dois pratos nobres, genuínos Sabores do Mediterrâneo – Património Imaterial da Humanidade da UNESCO, faziam parte das ementas dos casamentos e dos baptizados, das festas de aldeia e das celebrações do calendário litúrgico.

Assim, na Páscoa, aproveite e vá até Oleiros deliciar-se com a mais autêntica gastronomia nacional.

O primeiro dia será marcado pela inauguração do Trilho Internacional dos Apalaches português, nas comunidades envolventes da Serra do Muradal, pertencentes às Freguesias de Estreito-Vilar Barroco, Orvalho e Sarnadas de S. Simão, num acontecimento histórico para aquele concelho e que motivou já a adesão de 800 participantes.

O evento inclui música folk típica dos Apalaches, recriações históricas do período Neolítico e uma Ceia Lusitana.

No segundo dia, em Oleiros, com início marcado para as 9H, decorrerá o 8.º Passeio pedestre da Pinhal Total, este ano intitulado “Rota das Sesmarias” e o qual inclui a visita às gravuras rupestres do período Neolítico.

Pelas 15H, no Jardim Municipal, a Companhia de Teatro Viv´Arte apresenta uma demonstração teatral referente ao mesmo período histórico.

Festival do Cabrito

Festival do Cabrito

 

 

 

 

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Cambas, Comunidades, Destaques, Oleiros, Orvalho. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *