Escola Profissional da Raia (Idanha-a-Nova) celebrou 22 anos

Idanha-a-Nova

Escola Profissional da Raia comemora 22º aniversário

A Escola Profissional da Raia (EPRIN), em Idanha-a-Nova, assinalou sexta-feira, 6 de Março, o seu 22º aniversário, comemorando-o durante o jantar e o baile de gala dos alunos finalistas.

Na ocasião, João Carlos Sousa, presidente da EPRIN, mostrou-se satisfeito com o percurso da instituição, que “é hoje respeitada e acarinhada por toda a comunidade de Idanha-a-Nova”.

Agradecendo em particular o apoio da Câmara Municipal, João Carlos Sousa afirmou-se convicto de que “a estratégia da EPRIN vai ao encontro daquela que é a estratégia do Município – uma educação de qualidade, inovadora e diferenciadora”.

A diretora pedagógica da EPRIN, Idalina Costa, manifestou otimismo em relação ao futuro da escola: “Não temos dúvidas de que o ensino profissional tem sido um laboratório de experiências e práticas inovadoras, que se conseguiu afirmar como uma alternativa credível de formação para milhares de jovens. As escolas profissionais com a qualidade da EPRIN passaram de escolas de segunda oportunidade a opções de primeiríssima escolha.”

No presente ano letivo, o concelho de Idanha-a-Nova “aumentou o número de alunos em cerca de 20%, em todos os níveis de ensino”, recordou, por seu lado, o presidente da Câmara Municipal.

Este aumento é resultado do “forte investimento na educação, desde o berçário ao ensino superior, passando por todos os outros níveis de ensino”, explicou Armindo Jacinto.

Igualmente integrado nas comemorações do 22º aniversário da EPRIN, realizou-se na passada quarta-feira, na aldeia histórica de Idanha-a-Velha, um divertido e instrutivo programa turístico organizado por alunos da escola para a própria comunidade educativa.

Reinou a alegria e a boa disposição num dia preenchido por um roteiro turístico por Idanha-a-Velha, jogos tradicionais, visionamento de um filme com os rostos e os momentos que compõem a história da EPRIN, almoço de convívio e dois workshops relacionados com o património cultural do concelho.

Um dos workshops foi dedicado à construção de adufes e orientado por duas artesãs do Centro de Artes Tradicionais, e o outro ao fabrico de pão, com a colaboração de Lídia Sanches.

Armindo Jacinto

Armindo Jacinto

 

 

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Idanha-a-Nova com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *