Quadragésima no Fundão, a não perder

QUADRAGÉSIMA 2015 – CICLO DE TRADIÇÕES DA QUARESMA E SEMANA SANTA DO CONCELHO DO FUNDÃO

Irá decorrer, entre os dias 18 de fevereiro e 5 de abril, a Quadragésima – Ciclo de Tradições da Quaresma e Semana Santa do Concelho do Fundão, um dos mais importantes eventos culturais fundanenses.

A Quadragésima é um ciclo de turismo religioso, dedicado ao teatro, às artes, à música e às tradições do sagrado.

Este evento fomenta a redescoberta das tradições religiosas do território, tanto nas formas populares (festas, procissões e representações sacras), como nas formas mais eruditas (dramas litúrgicos, sermões medievais, antigas orações) e divulga o património artístico local.

No âmbito das celebrações religiosas, durante a Quaresma, a Semana Santa e a Páscoa, destacam-se em quase todas as aldeias do Concelho as Encomendações das Almas, os Cânticos dos Martírios, os percursos de Regrar dos Passos e, em Lavacolhos, a singular Procissão dos Penitentes, enquanto que na Barroca decorre a Procissão das Pinhas e no Souto da Casa decorre o Cantar as Alvíssaras.

A Serra da Gardunha vai ser o cenário noturno e contemplativo para a realização de uma Via Sacra, durante a qual as pessoas poderão percorrer e parar, para contemplar, dentro da floresta, Estações de Quadros Vivos da Paixão de Cristo, encenadas pelo Agrupamento do Corpo Nacional de Escutas do Fundão.

Destacam-se na cidade do Fundão a Procissão dos Passos, a Procissão do Ecce Homo, as Ermidas, uma encenação litúrgica de Quadros Vivos Teatrais da Via Sacra da Paixão de Cristo, e a Procissão do Enterro do Senhor, que envolve a cidade num ambiente de profundo pesar e de escuridão, solenidades organizadas pela Santa Casa da Misericórdia do Fundão.

Quadragésima – Ciclo de Tradições da Quaresma e Semana Santa do Concelho do Fundão 3

No âmbito cultural, destacam-se a Gardunha Sacra, percurso organizado pela Associação Caminheiros da Gardunha e o G.E.G.A. – Grupo de Estudos e Defesa do Património Cultural e Natural da Gardunha, que revisita caminhos antigos e lugares sagrados da Gardunha, apelando ao conhecimento, à espiritualidade e à procura interior, sendo um reflexo do caminho quaresmal; o concerto Officium Tenebrae, interpretado pelo Ensemble Barroco Les Secrets des Roys, que se inspira nas Matinas do Tríduo Pascal, tal como se celebravam na Igreja Católica do Ocidente até ao Concílio Vaticano II.

A iniciativa Itinerários do Sentir tem como objetivo realizar visitas às geografias das paisagens religiosas históricas, conjugando materialidade com imaterialidade.

A proposta de criação para a Quadragésima no ano de 2015 – Quadraginta Dies Silentio – Um Silêncio de Quarenta Dias – é uma peça em três capítulos, de Ruben Saints, que é um espetáculo teatral, inspirado na caminhada refletiva dos fiéis durante a Quaresma.

Trata-se de uma viagem pelos textos sagrados, pela poesia e pela música: o encontro do Amor a Deus e ao próximo como a si próprio.

Por fim o concerto Stabat Mater interpretado pela Academia de Música e Dança do Fundão.

No âmbito turístico, destaca-se o programa Visitações que tem como objetivo realizar visitas guiadas a algumas aldeias e vilas do Fundão, com interesse especial na Arquitetura Religiosa e na Arte Sacra. Coincidindo com o período da Semana Santa, decorre também o Festival Gastronómico “Fundão, Aqui Come-se Bem” – Sabores da Páscoa, que procura ser o reflexo das tradições gastronómicas da Páscoa e pretende recriar nos restaurantes do Concelho o imaginário da reunião da família à mesa, com ementas ligadas à Páscoa.

4 Quadragésima – Ciclo de Tradições da Quaresma e Semana Santa do Concelho do Fundão

VIA SACRA NA GARDUNHA 21 DE FEVEREIRO, 21H30

PISCINA MUNICIPAL DO FUNDÃO

O Agrupamento do Corpo Nacional de Escutas 120 do Fundão vai realizar, num cenário noturno da Serra da Gardunha, uma Via Sacra, durante a qual as pessoas poderão percorrer e parar para contemplar dentro da floresta Estações de Quadros Vivos da Paixão de Cristo.

Historicamente, a Via Sacra teve origem na época das cruzadas e foi promovida pelos Franciscanos e particularmente por S. Leonardo de Porto Maurício.

Por volta dos séculos XI e XII, os fiéis que percorriam os lugares sagrados da Paixão de Cristo na Terra Santa trouxeram para o Ocidente a peregrinação da Via Dolorosa em Jerusalém.

Esta pretendia reproduzir o trajeto que Jesus fez do Pretório até ao Calvário.

Por conseguinte, a Via Sacra é uma celebração da Páscoa que apresenta as cenas da Paixão de Cristo em catorze estações que reproduzem passagens dos Evangelhos, tratando-se por isso de uma celebração litúrgica que apela à meditação e à oração, através de um percurso espiritual.

Este percurso é realizado até ao Convento de Nossa Senhora do Seixo, em catorze estações ou etapas: 1ª Estação: Jesus é condenado à morte. 2ª Estação: Jesus carrega a cruz às costas. 3ª Estação: Jesus cai pela primeira vez. 4ª Estação: Jesus encontra a sua Mãe. 5ªEstação: Simão Cirineu ajuda a Jesus. 6ª Estação: Verônica limpa o rosto de Jesus. 7ª Estação: Jesus cai pela segunda vez. 8ª Estação: Jesus encontra as mulheres de Jerusalém. 9ª Estação: Jesus cai pela terceira vez. 10ª Estação: Jesus é despojado de suas vestes. Quadragésima – Ciclo de Tradições da Quaresma e Semana Santa do Concelho do Fundão 5 11ª Estação: Jesus é pregado na cruz. 12ª Estação: Jesus morre na cruz. 13ª Estação: Jesus é descido da cruz. 14ª Estação: Jesus é Sepultado.

Por outro lado, os Quadros Vivos são a encenação das últimas horas da vida de Cristo que recorda o gosto pela dramatização de temas religiosos que remonta ao teatro medieval. Mais tarde, nos séculos XVII e XVIII, influenciada pela dramaticidade e pela opulência do Barroco, o martírio de Cristo torna-se no tema central dessas representações teatrais que ganham ênfase em procissões e dramas litúrgicos que pretendiam reproduzir os passos da Via Crucis, ou seja, a Via Sacra.

Quadragésima 2015

Quadragésima 2015

 

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Fundão com as tags , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *