BE rejeita encerramento dos laboratórios de veterinária de Castelo Branco e Viseu

O DE ALCAINS ESTÁ “SOBRETUDO VOCACIONADO PARA O SETOR LEITEIRO” ENQUANTO O DE VISEU APOIA A AVICULTURA

O Bloco de Esquerda de Viseu defendeu hoje a manutenção do Laboratório de Veterinária da cidade, após o partido ter questionado no parlamento a alegada intenção do Governo de fechar este serviço e o congénere de Castelo Branco.

“O encerramento do Laboratório de Veterinária de Viseu prejudica um setor da economia que tem impactos diretos na alimentação e na saúde pública, agravando o desinvestimento que este Governo tem vindo a levar a cabo nas regiões do interior, já tão depauperadas pela sangria populacional e pelo encerramento de serviços públicos”, afirma, em comunicado, a Coordenadora Distrital de Viseu do BE.

avicultura

No dia 22, o Grupo Parlamentar do Bloco questionou o Governo sobre os alegados planos do Governo para encerrar os laboratórios de Viseu e Castelo Branco, este localizado em Alcains, “por considerar que a manutenção destes serviços no interior do país e no domínio público é essencial para a economia destas regiões e para o controlo sobre fatores importantes da saúde pública”.

Numa interpelação ao Ministério da Agricultura e do Mar, a deputada Helena Pinto salienta que estes laboratórios “prestam um serviço ao setor agrário, nomeadamente ao pecuário, de reconhecida qualidade e de inestimável valor”, estando o de Alcains “sobretudo vocacionado para o setor leiteiro”, enquanto o de Viseu apoia a avicultura.

ovelhas

O eventual encerramento destes laboratórios “deixará os produtores agrícolas e pecuários nas mãos dos privados, sujeitos ao aumento de preços por desaparecer o efeito regulador dos serviços públicos”, adianta.

A deputada bloquista pergunta ao Governo “que razões podem justificar tal medida”, tratando-se de “um serviço relevante para uma atividade económica de grande importância” na Região Centro.

“O Governo já avaliou as consequências para os produtores da região e para as unidades de transformação, nomeadamente para as pequenas unidades sem possibilidades económicas de recorrerem a esses serviços fora da região”, questiona Helena Pinto.

castelo-branco-queijo-dop-origens-idanha-500x500

Caso o encerramento dos dois laboratórios se concretize, o BE pretende saber se o Governo “garante alguma alternativa que não seja o recurso aos laboratórios privados ou ao laboratório nacional de referência”, em Lisboa.

O futuro dos trabalhadores e o destino dos equipamentos existentes nos laboratórios de Veterinária de Viseu e Alcains são outros dos aspetos que o partido quer ver esclarecidos.

*Com Lusa

Esta entrada foi publicada em Destaques, Economia, Nacional. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *