Scutvias investe 500 mil euros em segurança no Túnel da Gardunha

SIMULACRO NA PRÓXIMA TERÇA-FEIRA

O diretor-geral da Scutvias, Pinho Martins, disse hoje que a empresa investiu mais de 500 mil euros na melhoria da segurança do Túnel da Gardunha, situado na autoestrada da Beira Interior (A23).

TUNEL_DA_GARDUNHA

“O investimento em equipamentos e na melhoria da segurança [no Túnel da Gardunha] foi de mais de 500 mil euros”, revelou Pinho Martins, na sede da concessionária da A23, em Lardosa, no concelho de Castelo Branco.

O responsável pela empresa falava aos jornalistas durante uma conferência de imprensa, para a apresentação da iniciativa “Túnel Seguro – Exercício LIVEX 2014”, um simulacro que vai decorrer na terça-feira, no Túnel da Gardunha.

A concessionária da A23 (autoestrada que atravessa os distritos da Guarda, de Castelo Branco, de Portalegre e de Santarém, ligando Torres Novas (A1) à Guarda (A25) investiu, para melhorar as condições de segurança do túnel, em nova sinalização, reforço do sistema de ventilação, correções da iluminação e num sistema de comunicação, que permite ao centro de controlo comunicar para o seu interior.

Interior túnel

O novo sistema permite também comunicar do interior do túnel (o mais extenso do país), através das três redes móveis de comunicações e na frequência do Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP).

A Scutvias e o Comando Distrital de Operações de Socorro de Castelo Branco, realizam na terça-feira um simulacro para testar o Plano Especial de Emergência de Proteção Civil para túneis, operação que implicará o corte do trânsito no sentido norte/sul, entre as 10:00 e as 13:00.

Segundo a Scutvias, atravessam diariamente o Túnel da Gardunha cinco mil veículos.

*Com Lusa

Esta entrada foi publicada em Castelo Branco, Destaques, Fundão. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *