A “Operação Marquês” e José Sócrates

O país foi ontem confrontado com a inédita prisão preventiva de um ex- Primeiro-Ministro após uma acção concertada entre alguns elementos da justiça e as televisões (pelo menos duas).

A perigosidade do Homem era tanta, que foi necessário ir prender na manga de saída do avião quando regressava a Portugal (note-se, não ia sair).

Não foi possível esperar à porta da residência…nada, foi mesmo na “manga do avião” com as televisões a filmar.

Trata-se de um momento muito importante, num momento em que por culpa dos políticos, outros protagonistas estão agora a assumir protagonismo.

Cumpre ao que se designa por “classe política” reflectir sobre o que se está a passar.

Não sei se ainda a tempo, mas, pelo menos devem tentar ponderar, não tirar partido de uma acção que os pode atingir a todo o momento…seguramente atingirá.

O resultado nunca tive qualquer dúvida de qual seria.

Sócrates iria preso “preventivamente…” isso era seguro.

E foi, claro.

Sócrates nunca facilitou. Os ódios extremaram-se e o resultado está bem visível.

Do ponto de vista pessoal, direi ainda e para que fique claro que os crimes anunciados, a serem verdadeiros, são imperdoáveis e inaceitáveis.

Veremos agora os termos da contestação do seu advogado, como vai o PS responder a tudo o que o pode até decapitar e, a Democracia.

Como sairá desta provação?

Paulino B. Fernandes

Director

José Sócrates

José Sócrates

 

O mau gosto do nome é notório.

“Operação Marquês”.

Porque não, operação Aeroporto ou Televisionada, ou outro?

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Justiça, Política. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *