Militantes socialistas elegem 6ªfeira e sábado António Costa líder do partido

CONGRESSO PS

Cerca de 47 mil militantes socialistas elegem, entre sexta-feira e sábado, António Costa no cargo de secretário-geral do PS, lugar ao qual concorre sem adversários, após ter sido escolhido em setembro candidato deste partido a primeiro-ministro.

PS

Além da escolha do candidato único à sucessão de António José Seguro no cargo de secretário-geral, os 47727 militantes socialistas com capacidade eleitoral (ou seja, com as quotas pagas até ao último mês) elegem também 1750 delegados ao Congresso Nacional do PS, que se realizará nos próximos dias 29 e 30 deste mês, na Feira Industrial de Lisboa (FIL).

António Costa

Entre a tarde e a noite de sexta-feira, vão votar cerca de 60 por cento do total de militantes, realizando-se eleições nos Açores, Algarve, Aveiro, Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco, Évora, Lisboa (FAUL), Oeste, Guarda, Leiria, Madeira, Portalegre, Setúbal e Viana do Castelo.

No sábado, será a vez de votar a maior e a terceira maior das federações socialistas do país, respetivamente o Porto e Coimbra (que ultrapassou Braga em número de delegados a eleger), decorrendo ainda neste dia eleições nas estruturas de Santarém, Vila Real e Viseu.

Fonte socialista adiantou à agência Lusa que as duas últimas secções a encerrarem as urnas fá-lo-ão pelas 22:00 horas de sábado, esperando-se que pouco depois António Costa faça uma declaração à comunicação social já como secretário-geral eleito.

António Costa, presidente da Câmara de Lisboa, chega à corrida ao cargo de secretário-geral do PS sem qualquer oposição, após ter vencido António José Seguro nas eleições primárias de 28 de setembro passado, ato eleitoral que foi aberto a simpatizantes e que se destinou a eleger o candidato socialista a primeiro-ministro.

Nas primeiras eleições primárias realizadas em Portugal, António Costa obteve cerca de 70 por cento dos votos contra 30 por cento de António José Seguro, que logo a seguir à derrota pediu a demissão do cargo de secretário-geral do PS.

A 14 de abril de 2013, António José Seguro foi eleito pela segunda vez secretário-geral do PS com 96,53 por cento, correspondente a 24.843 votos, contra 3,46 por cento do ex-militante socialista Aires Pedro, que obteve 892 votos.

seguro_1_0

De acordo com dados deste processo eleitoral de 2013, num universo de 43.034 militantes com capacidade eleitoral (quotas pagas), votaram 26.725 membros do partido, o que correspondeu a uma participação eleitoral na ordem dos 62,1 por cento.

Em relação aos delegados que estarão presentes no Congresso Nacional do PS, na FIL, 1798 terão direito a voto, 1750 eleitos pelas bases do partido na sexta-feira e no sábado, aos quais ainda se juntarão 128 delegados inerentes com direito a voto por fazerem parte de órgãos nacionais deste partido.

Terão ainda direito a inerência, mas sem direito a voto, mais 873 delegados, na sua maioria militantes eleitos pelo PS em listas autárquicas.

*Jornal de Oleiros/Lusa

Esta entrada foi publicada em Destaques, Política. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *