Idanha-a-Nova preside à Secção de Municípios de Baixa Densidade e do Mundo Rural

CRIADA NO ÂMBITO DA ANMP

O presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, foi eleito na passada semana presidente da Mesa da Secção de Municípios de Baixa Densidade e do Mundo Rural, criada no âmbito da Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP).

Armindo Jacinto, presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova

Armindo Jacinto, presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova

A Mesa, eleita por unanimidade, é ainda composta por vice-presidente: Paulo Fernandes, presidente da Câmara do Fundão; vice-presidente: José Calixto, presidente da Câmara de Reguengos de Monsaraz; secretário: Fernando Queiroga, presidente da Câmara de Boticas; secretário: António Valério, presidente da Câmara de Alvito.

A Secção envolve 129 municípios de norte a sul do país e irá trabalhar sobre as problemáticas da baixa densidade e do mundo rural.

Refira-se que o mundo rural tem sido uma bandeira utilizada pela Câmara Municipal de Idanha-a-Nova através de vários projetos, em defesa dos muitos municípios com características de ruralidade neste país, também caracterizados como municípios de baixa densidade populacional.

Estas iniciativas visam desenvolver territórios através da criação de oportunidades de investimento, da criação de riqueza e de emprego e, assim, contribuir para o desenvolvimento sustentado do país.

Presidência Mundo Rural

Saliente-se que os municípios com estas características representam uma oportunidade para as gerações jovens e qualificadas, onde podem desenvolver os seus projetos de vida, combatendo o despovoamento, a desertificação de solos e as assimetrias regionais.

No quadro do plano de atividades da Secção, que inicia agora o mandato 2014-2017, Armindo Jacinto considera que existe um conjunto de outros assuntos a trabalhar, nomeadamente no que toca ao direito a serviços de proximidade, entre os quais a educação, a saúde, a segurança e a justiça.

Durante a reunião, foram também consensualizadas as propostas de mapas de municípios de baixa densidade e do mundo rural, para que após aprovação do Conselho Diretivo da ANMP, sejam apresentadas ao Governo no âmbito da preparação do Quadro Comunitário 14/20 com o objetivo de beneficiar e majorar os apoios a atribuir a estes Municípios.

Esta entrada foi publicada em Destaques, Idanha-a-Nova. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *