Albicastrenses conseguem vitória suada

FUTEBOL VETERANO

Clube de Futebol Veteranos de Castelo Branco 2 – Associação Desportiva de Mação 1

No passado sábado, defrontaram-se O Clube de Futebol Veteranos de Castelo Branco e a Associação Desportiva de Mação, num jogo que já se esperava difícil para os albicastrenses, pois os veteranos de Mação são conhecidos por possuírem um plantel recheado de bons valores individuais, bem dotados fisicamente, que não viram a cara à luta e disputam os seus jogos com muita intensidade.

Equipa dos Veteranos de Castelo Branco

Equipa dos Veteranos de Castelo Branco

O fator casa e as duas vitórias alcançadas nas jornadas anteriores “pesavam” a favor dos veteranos de Castelo Branco, bem como a qualidade, acima da média, de alguns jogadores do seu plantel, que podiam fazer a diferença em qualquer momento, decidindo a partida a seu favor.

Na primeira parte o jogo decorreu de forma agradável e aberta, com o tempo de pose de bola a ser repartido por ambas as equipas, com muita “luta” no meio campo e com os avançados a não encontravam o caminho para o fundo das redes das balizas, ainda que, os da casa estivessem sempre mais perto deste objetivo; mas, a falta de alguma confiança nos momentos cruciais não permitiu esse desidrato, pelo que o nulo acabava por se aceitar.

Desta forma, aguardava-se uma segunda parte decisiva para qualquer das equipas, porque ambas são ambiciosas e este resultado não que lhes interessava.

Treinador

João Andrade

Os veteranos de Castelo Branco iniciaram a segunda parte mais afoitos, mais criativos, confiantes em querer somar os três pontos em disputa, pelo que, numa jogada de insistência, Luís Cunha, descobriu o “buraco da agulha” e, por entre as pernas de vários adversários, fez o golo inaugural.

Os forasteiros não desarmaram e, através de uma grande penalidade, igualaram a partida, já para além do meio da segunda parte, pelo que se esperava um final cheio de emoção.

Os albicastrenses “arregaçaram as mangas”, “carregaram” com os seus “criativos”, que surgiam destemidos junto à área adversária, só sendo travados com o recurso à falta e foi de uma falta com o consequente livre, que Vítor Salvado marcou um golo de antologia contra a incerteza, que determinou mais uma vitória, a terceira consecutiva, para as cores de Castelo Branco.

Os Albicastrenses apresentaram: Luís Barroso, Luís Pinheiro, António Henrique, Rui Delgado (Cap.), Hélder Barreto, Francisco Lopes, Carlos Ventura, Joaquim Vieira, Vítor Salvado, Francisco Neves e Luís Cunha e ainda Luís Batista, João Andrade, Mário Vale, João Alfredo e João Magana
Orientador: João Andrade
Golos: Luís Cunha e Vítor Salvado

João Andrade estreou-se neste jogo como orientador da equipa, cargo que vai ocupar até final da época, substituindo Nuno Fonseca que, por motivos pessoais, declinou o lugar, segundo apuramos junto do Presidente da Comissão Coordenadora Luís Barroso.

Esta entrada foi publicada em Desporto, Destaques. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *