Concurso internacional de coros reúne cerca de 350 pessoas no Fundão

ENTRE QUARTA-FEIRA E SÁBADO

O Fundão recebe, entre quarta-feira e sábado, a primeira edição do “Beira Interior Internacional Choir Competition & Festival”, que terá nove coros a concurso e a participação de cerca de 350 pessoas.

banner_coros-01_1

O evento, organizado pela Associação Cultural da Beira Interior (ACBI) em parceria com a Câmara Municipal do Fundão e pela associação alemã Meeting-Music será realizado bianualmente e estava a ser delineado “há mais de 10 anos”, disse o maestro Luís Cipriano, presidente da ACBI.

Em declarações à agência Lusa, Luís Cipriano esclareceu que, além de Portugal, há coros oriundos da Suécia e da Letónia, sendo que a presença de alguns coros da Rússia foi cancelada em consequência da crise com a Ucrânia.

Coro Intermezzo

“De qualquer forma, para uma primeira edição, consideramos que ter nove coros não é nada mau e penso que é um sinal de que paulatinamente, faremos o nosso caminho. Até porque a curiosidade já está criada e para a edição de 2016 já tivemos 20 coros que nos contactaram no sentido de estudarem a possibilidade de participarem”, explicou.

Do evento, que a organização quer que “do ponto de vista musical seja uma referência a nível mundial”, Luís Cipriano sublinha o facto de este não ser um acontecimento fechado e de estar prevista a realização de vários concertos, para o público em geral.

coro_gregoriano_lisboa

Do programa, consta a realização de concertos em todos os dias do festival, sendo que o primeiro se realiza na quarta-feira, às 21:00, no pavilhão multiusos do Fundão, com um concerto que percorre a história do rock e que será interpretado pela Orquestra Sinfónica da Escola Profissional de Artes da Covilhã e pelo Coro Misto da Beira Interior.

Além disso, o festival também passará por Castelo Novo e Alpedrinha, localidades emblemáticas do ponto de vista da beleza arquitetónica, onde também se realizarão concertos com entrada gratuita.

“Aproveitamos para divulgar as boas condições que a região tem, designadamente no que concerne ao baixo custo da estadia ou às infraestruturas de ótima qualidade acústica – e entre as quais é possível deslocar-se sem recurso a um autocarro – para que, deste modo, os coros vejam que esta zona pode, por exemplo, acolhê-los na realização dos estágios que normalmente fazem no início de cada temporada”, referiu.

*JO/Lusa

 

Esta entrada foi publicada em Destaques, Fundão. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *