Poesia para todos os dias

VILA VELHA DE RÓDÃO

O encontro dos leitores com a poesia aconteceu pelo terceiro ano consecutivo em Vila Velha de Ródão, entre 15 e 20 de setembro, numa iniciativa da sua Biblioteca Municipal, apoiada por empresas, instituições, poetas, editores e leitores.

Poesia imprensa 1 Poesia imprensa 2 Poesia imprensa 3

Durante seis dias a poesia integrou o quotidiano e a paisagem do concelho. Nos três primeiros o diretor literário do evento, Jaime Rocha, apresentou a aldeia da Foz do Cobrão aos poetas Vergílio Alberto Vieira, Miguel Cardoso e Margarida Ferra esperando, como de facto aconteceu, que novos textos ali fossem criados durante a residência literária.

Nos dias 18, 19 e 20 o programa do evento propunha um alargado conjunto de atividades que aproximassem o público, de todas as idades, do texto poético com o envolvimento dos seus autores, de atores, de editores e de leitores de poesia. E, com a ajuda destes extraordinários mediadores, foi muito fácil deixar a poesia entrar no quotidiano e desejar que no futuro tal aconteça todos os dias.

Como se esperava, houve muita adesão à iniciativa que envolveu mais de 750 pessoas. Ninguém quis perder as leituras no rio, diurnas e noturnas, mas houve também muita curiosidade na visita à aldeia do Vale do Cobrão, onde fomos recebidos pela artesã de joalharia Felicity Townsend e na apresentação do livro «Poesia, um dia» que foi apresentado pelos poetas Jaime Rocha, Miguel Manso e Margarida Vale de Gato na Biblioteca Municipal onde foram recebidos pelo Presidente da Câmara Municipal, Luís Pereira.

O desejo de ler e ouvir poesia manteve-se intacto no recital de poesia de Manuel da Fonseca que a Associação Andante proporcionou a todos no CDRC, enquanto experimentavam os apetitosos petiscos que ali foram serviços. No final do serão, ouviu-se o gingar do jazz pelo saxofone do músico José Pedro Andrade.

Poesia imprensa 5

O convívio e a cultura foram de novo pretextos para a realização de um piquenique à beira-rio com leitura de poesia e para um jantar tertúlia decorrido na Estalagem Portas de Ródão onde foi apresentada a revista de Artes e Ideias da Alma Azul, por Elsa Ligeiro, e visionado o documentário Salma.

O público escolar não foi esquecido. Aos mais pequenos coube assistir ao espetáculo «Às avessas», pela Associação Artística Andante, aos mais crescidos foi proposto o encontro com o poeta Vergílio Alberto Vieira, antecedido de um pequeno espetáculo, criado pela Sara e Marlon de A Casa dos Dias Felizes a partir de poemas do poeta, que emocionou todos os presentes. Também foi dinamizado pelos alunos do Agrupamento de Escolas de Ródão um ateliê de personalização de cadernos com poemas e colagens orientado por Natércia d’Almeida.

Poesia imprensa 4

No sábado, depois de uma viagem de comboio com leitura de poesia a bordo, os leitores foram surpreendidos, na Biblioteca Municipal, pelos poetas Margarida Vale de Gato e Miguel-Manso que se propuseram fazer leituras individualizadas de textos escolhidos por cada leitor num local também à sua escolha. Como havia muita vontade de participar, foi necessária a ajuda dos poetas que estiveram na residência literária. Entretanto, ao longo de todo o evento, decorreu uma feira do livro de poesia na BMJBM e um original correio poético que oferecia a possibilidade de enviar pelo correio, gratuitamente, postais ilustrados criados por Elisa Aragão e Rui Guerra a partir de textos dos poetas convidados. O encerramento aconteceu no miradouro do castelo, onde foram apresentados os poemas criados na residência literária. Para o ano haverá mais oportunidades de deixar a poesia entrar na sua vida, todos os dias que quiser.

Esta entrada foi publicada em Destaques, Vila Velha de Ródão. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *