EDITORIAL: Celebrações dos 104 anos da República

EDITORIAL

. As expectativas não foram goradas

. Cavaco Silva recupera iniciativa

António Costa centrou o discurso num género de balanço do seu governo da principal cidade do país, como que numa despedida já segura.

Fez bem.

Não era o momento para agitar programas futuros, salvo e bem, a reposição de datas memoráveis como o 5 de Outubro e, essencialmente para mim, do 1º de Dezembro.

Cavaco Silva, esteve bem.

É certo que ignorou responsabilidades próprias, mas deu a perceber porque só agora está em condições de marcar o rumo.

Com efeito, ter antecipado Eleições com António José Seguro na liderança do PS era propiciar uma não alternativa com a perpetuação de Passos Coelho no poder.

Agora sim.

Estão criadas as condições para haver uma disputa pelo poder.

Costa, pode mesmo vencer, é uma alternativa credível.

E, seguramente, as Eleições vão ser antecipadas.

Director

Paulino B. Fernandes

António Costa

António Costa

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Editorial. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *