Caloiros da Covilhã limpam instalações do projeto Refood em praxe solidária

ALUNOS DE ENGENHARIA AERONÁUTICA DA UBI

Cerca de 50 caloiros do curso de Engenharia Aeronáutica da Universidade da Beira Interior (UBI) vão hoje limpar o futuro centro de operações da Refood, na Covilhã, no âmbito de uma praxe solidária.

UBI

“É uma praxe solidária e, principalmente, voluntária, porque só vai participar quem quer. Ninguém será obrigado, mas acreditamos que a adesão será grande e que a maioria, senão todos, dos 50 novos alunos vão participar nesta ação que abraça uma causa que é meritória e que pode fazer a diferença, não só para as pessoas da Covilhã, como também na própria integração”, referiu Jorge Pereira, coordenador da secção de ação social da Associação Académica da UBI (AAUBI).

REDFOOD

O Refood é um projeto que se tem alastrado a várias regiões portuguesas e que permite o aproveitamento das sobras alimentares de restaurantes, que são depois distribuídas por pessoas necessitadas.

Em declarações à agência Lusa, este responsável explicou que a ação de limpeza está marcada para as 14:30 e recordou que surge enquadrada na “Semana da Integração Solidária”, que é promovida pela AAUBI, o Fórum Veteranum (órgão não reconhecido mas que regula e promove a praxe) e pela AJAS – Associação de Jovens para a Ação Solidária.

Caloiros

“O objetivo é o de que os nossos novos estudantes, auxiliados pelos colegas mais velhos, promovam atividades conjuntamente com organizações sem fins lucrativos ou em benefício de pessoas com dificuldades socioeconómicas para que, ao ajudar os outros, também consigam uma integração diferente, contribuindo ainda para estreitar os laços com a comunidade local”, sublinhou.

Com o lema “uma ação um sorriso”, haverá várias outras iniciativas que contribuirão para melhorar a imagem geral da praxe e nas quais se incluem, por exemplo, recolhas de fundos para um colega com problemas motores, a recolha de alimentos e outros donativos para associações e instituições particulares de solidariedade social e até a ajuda a animais de uma associação da cidade.

aeronave

Além disso, os alunos de Engenharia Informática também já procederam à limpeza de um estacionamento para pessoas com deficiência localizado junto ao polo principal da UBI.

“A ideia é de que os cursos se sintam estimulados a abraçar uma ação solidária e que a prolonguem ao longo do tempo, ou seja, que no resto do ano continuem a apoiar as associações, o que acreditamos que irá acontecer porque, por exemplo, o curso de Design e Moda lançou um projeto que será concretizado ao longo de nove meses”, disse.

Jorge Pereira adiantou ainda que a adesão dos cursos tem sido “muito positiva” e que dos 30 cursos, 24 já estão inscritos.

Entre eles, o curso de Engenharia Aeronáutica, que hoje faz o arranque simbólico com a iniciativa na Refood, algo que também é destacado pelos elementos do projeto beneficiário.

“Quando fomos contactados, aceitámos imediatamente a proposta porque consideramos que a ideia é muito louvável, além de permitir que se juntem duas causas importantes e, quem sabe, poderá contribuir para eventualmente conquistarmos mais voluntários”, referiu à agência Lusa, Marta Alçada, responsável pela implantação do projeto Refood na Covilhã.

Marta Alçada

Marta Alçada

O projeto, que na Covilhã começou a ser pensado em janeiro, deve arrancar no terreno até final do ano e conta já com 160 voluntários inscritos e 30 estabelecimentos comerciais associados, onde será feita a recolha de alimentos. O centro de operações funcionará num espaço no centro da cidade e que foi cedido por uma família.

*Jornal de Oleiros/Lusa

 

Esta entrada foi publicada em Destaques. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *