Câmara de Idanha-a-Nova investe na produção de energia solar

ACORDO ASSINADO COM A ENERSUN

A Câmara de Idanha-a-Nova anunciou hoje que vai instalar unidades de produção de energia solar em dez edifícios públicos geridos pela autarquia, para promover a eficiência energética e as energias renováveis.

“O projeto visa a promoção da eficiência energética e da utilização de energias renováveis, dois objetivos que vão ao encontro da política energética sustentável definida pelo município”, disse à agência Lusa o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto.

Vítor Coelho Silva da Enersun e Armindo Jacinto

Vítor Coelho Silva da Enersun e Armindo Jacinto

Para a instalação destas unidades, o município lançou um concurso público que culminou com a assinatura de um acordo de cedência de espaços à Enersun.

O acordo entre o município e a empresa autoriza a utilização das coberturas de dez edifícios, a expensas da Enersun, para a instalação de pequenas unidades de produção de energia elétrica em baixa tensão, a partir de fonte solar.

No âmbito do acordo agora formalizado, a Câmara de Idanha-a-Nova “vai receber 6% da receita total da venda de eletricidade à rede durante um período de 15 anos e 14% nos dez anos seguintes”, adiantou o autarca.

*JO/Lusa

Esta entrada foi publicada em Destaques, Economia, Idanha-a-Nova. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *