Museu Judaico de Belmonte com dez mil visitantes no primeiro semestre do ano

INAUGURADO EM 2005

O Museu Judaico de Belmonte registou no primeiro semestre de 2014 cerca de dez mil visitas, o que corresponde a um aumento relativamente ao mesmo período de 2013, anunciou hoje a autarquia.

museu_judaico

De acordo com a nota de imprensa, no mesmo período do ano passado o museu recebeu 8.838 visitantes.

A informação aponta ainda Portugal (6.526 pessoas) e Israel (1.720) como os principais países de proveniência das pessoas que passaram pelo Museu Judaico.

“Seguem-se Espanha (241), Estados Unidos (220), Brasil (182), Inglaterra (119), França (104), sendo ainda de sublinhar a afluência de 209 residentes do concelho de Belmonte, 66 entradas oriundas da Austrália, 41 do Canadá, 25 da Rússia, 22 da Suíça, 18 da Holanda, 16 da Polónia, 11 da China e idêntico número da Argentina, 10 da Eslováquia e igual número da República Checa”, consta da nota.

Itália, México, Peru, Japão, Ucrânia, Noruega, Bulgária, Turquia, Grécia, Bélgica, Irlanda, Singapura, Nova Zelândia, Dinamarca, Cambodja e Nepal são igualmente países referidos na lista das proveniências dos visitantes.

A autarquia assinala ainda “o significativo aumento do público israelita, que, de forma organizada, em grupo ou individualmente, esteve no Museu Judaico” para contactar com “as vivências dos judeus, sobretudo da Comunidade Judaica de Belmonte e da Beira Interior”.

Museu Judaico de Belmonte

Museu Judaico de Belmonte

“Casos houve em que os grupos foram integrados por sobreviventes dos campos de concentração nazi e do Holocausto”, está sublinhado.

O Museu Judaico de Belmonte foi inaugurado em 2005 e dá a conhecer a história da religião judaica, com principal ênfase em Portugal e em particular para a Comunidade Judaica de Belmonte.

*Jornal de Oleiros/Lusa

 

 

Esta entrada foi publicada em Belmonte, Destaques, Economia. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *