Misericórdia de Castelo Branco recebe 2,5 ME para cuidados continuados

NOS PRÓXIMOS TRÊS ANOS

A Santa Casa da Misericórdia de Castelo Branco (SCMCB) vai receber 2,5 milhões de euros nos próximos três anos para a Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI) que inaugura na sexta-feira, 01 de agosto.

Este montante está contemplado no contrato-programa entre a SCMCB, a Segurança Social de Castelo Branco e a Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC), esta terça-feira formalizado.

José Tereso

José Tereso

A UCCI da Misericórdia de Castelo Branco “era uma necessidade sentida e obrigatória”, afirmou, na sessão de assinatura do acordo, o presidente da ARSC, José Tereso.

“As coisas estão difíceis, mas com alguma boa vontade vamos caminhando no sentido de atingir os grandes objetivos do reforço dos cuidados no distrito e, em particular, na cidade de Castelo Branco”, sublinhou o presidente da ARSC.

Por seu turno, o presidente do Centro Distrital de Castelo Branco da Segurança Social, Melo Bernardo, disse que se sentia “esta necessidade premente de apoio de retaguarda relativamente ao internamento hospitalar”.

Cardoso Martins

Cardoso Martins

Melo Bernardo

Melo Bernardo

Seria “difícil aceitar que, tendo estas condições extraordinárias [na Misericórdia], tivéssemos de colocar os nossos cidadãos em terras distantes”, afirmou.

O provedor da Misericórdia de Castelo Branco, Cardoso Martins, sublinhou que os habitantes locais “têm pleno direito de usufruir de serviços desta natureza na cidade”.

O protocolo para a abertura da UCCI contratualiza dez camas de média duração e 30 de longa duração e tem um período de vigência de três anos.

A construção da UCCI, pela Misericórdia de Castelo Branco, que está concluída desde dezembro de 2012, envolveu um investimento de cerca de cinco milhões de euros.

*Jornal de Oleiros

 

Esta entrada foi publicada em Castelo Branco, Destaques, Economia. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *