IPCB seleciona vencedor regional do Poliempreende

CASTELO BRANCO

O Instituto Politécnico de Castelo Branco, através do seu Centro de Estudos e Desenvolvimento Regional, procedeu no passado dia 17 de julho à seleção dos 3 melhores projetos apresentados no âmbito do Concurso Poliempreende.

O Júri Regional do Concurso, constituído por representantes do Santander Totta (Marcos Ribeiro e Duarte Rodrigues), Pedro Agapito Seguros (Pedro Agapito), Câmara Municipal de Castelo Branco/ CEI (João Borga), AEBB – Associação Empresarial da Beira Baixa (Conceição Carvalho) e ACICB – Associação Empresarial da Beira Baixa (António Jóia), atribuiu o primeiro prémio ao Projeto “ROBOT@ESCOLA – Escola de Robótica”, tendo o segundo e terceiro prémios, sido atribuídos aos Projetos “Functional App Tests” e “Neurofeedback, coaching and therapy” respetivamente.

Poliempreende

O júri

A equipa vencedora irá receber um prémio no valor de 2000€, recebendo os segundos classificados 1500€ e os terceiros 1000€. Estes montantes serão disponibilizados em duas frações: a primeira, correspondendo a 50% do seu montante global, será entregue no ano da realização do concurso; os restantes 50% serão entregues com a apresentação da cópia da declaração de início de atividade, ou uma cópia de um documento comprovativo da transferência de produto/tecnologia ou do desenvolvimento do produto ou serviço, até ao fim do segundo ano após o ano da realização do concurso, comprovando a implementação empresarial do projeto.

O IPCB, através do CEDER, disponibiliza-se para apoiar os projetos que pretendam ser concretizados, independentemente da classificação obtida.

Os projetos vencedores

O projeto “ROBOT@ESCOLA – Escola de Robótica” é um projeto abrangente associado à formação e ao desenvolvimento de competências na área da robótica, através da utilização de robôs de baixo custo, e soluções de programação acessíveis e de código aberto. A equipa, proveniente da Escola Superior de Tecnologia, é constituída pelos docentes Paulo Gonçalves e Pedro Torres e pela diplomada Célia Coelho, e irá representar o Instituto Politécnico de Castelo Branco na segunda e última fase do Concurso (Nacional), na qual estarão presentes os vencedores regionais de cada um dos Institutos Politécnicos do País e escolas superiores não integradas.

O projeto “Functional App Tests” foi apresentado pela diplomada Márcia Andrade e docente Rute Crisóstomo da Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, pelo diplomado Ivan Pires (Escola Superior de Tecnologia) e por Nuno Garcia dos Santos (Universidade da Beira Interior). Com este projeto pretende-se colocar no mercado medidas acessíveis a partir de uma aplicação para telemóvel de forma a avaliar a funcionalidade de doentes com diversas patologias, a partir de testes já existentes na literatura.

O projeto “Neurofeedback, coaching and therapy” foi submetido pelas diplomadas Ângela Pinto e Carla Sousa e pelo docente João Valente, provenientes da Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias. Sobre o projeto: o neurofeedback é um processo de aprendizagem terapêutico gradual que leva tempo. Este processo realiza-se através da colocação de sensores em zonas específicas do coro cabeludo, onde é captada a atividade cerebral referente a funções específicas do cérebro.

 

Esta entrada foi publicada em Castelo Branco, Destaques, Economia, Educação. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *