FRONTEiRAS reúne 85 arquitetos durante uma semana

IDANHA-A-NOVA

Mais de 85 estudantes e profissionais de arquitetura participaram, durante uma semana, na segunda edição do FRONTEiRAS, um encontro luso-espanhol de arquitetura, património e paisagem que decorreu em Idanha-a-Nova.

Os trabalhos finais foram apresentados no passado sábado no Centro Cultural Raiano, no último de seis dias de conferências e workshops dedicados ao património das aldeias históricas de Idanha-a-Velha e Monsanto, no concelho de Idanha-a-Nova, e de Alcántara, em Espanha.

FRONTEiRAS_Encerramento

Três equipas de trabalho – uma por localidade – apresentaram propostas de intervenção sobre o património arquitetónico, caraterizadas por uma apreciável variedade de estratégias, escalas e abordagens.

O evento envolveu 15 entidades, entre empresas e universidades portuguesas e espanholas, e teve como promotores institucionais o Município de Idanha-a-Nova, a Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova e o Ayuntamento de Alcántara.

No encerramento dos trabalhos, a organização enalteceu o sucesso do FRONTEiRAS que, durante uma semana, transformou Idanha-a-Nova na “capital ibérica” da arquitetura.

Foram ainda salientados o interesse e qualidade dos projetos propostos e a presença de 15 arquitetos de renome, convidados a proferir conferências, orientar workshops e participar em sessões críticas com os estudantes.

O presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, encerrou os trabalhos felicitando os participantes que apresentaram novas leituras sobre o património natural e histórico-cultural do concelho, em particular de Idanha-a-Velha e Monsanto, as duas aldeias históricas definidas como áreas de trabalho.

Armindo Jacinto lembrou que o concelho tem condições ideais para acolher certames da natureza do FRONTEiRAS e, dirigindo-se à sua organização, constituída por BSO arquitectura, Phyd Arquitectura e Restelo 30, o autarca deixou outro desafio: a instalação da sua sede na Incubadora de Indústrias Criativas em Idanha-a-Velha.

Esta entrada foi publicada em Destaques, Idanha-a-Nova. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *