Reclusos de Castelo Branco ajudam investigadores de Coimbra no estudo do sol

PROGRAMA PROMOVIDO PELA COMISSÃO EUROPEIA

Os reclusos do Estabelecimento Prisional de Castelo Branco participam na quinta-feira no projeto Sun4All, que visa envolver os cidadãos no estudo do sol através da análise de imagens do Observatório Astronómico da Universidade de Coimbra (UC), foi hoje anunciado.

Presos

Após uma breve apresentação do projeto Sun4All, os reclusos da prisão de Castelo Branco vão observar o sol, através do telescópio, e participar no seu estudo, identificando e contando manchas solares, refere o comunicado da SOCIENTIZE.

A iniciativa é promovida através do programa europeu SOCIENTIZE, um projeto em que os cidadãos, independentemente da área de formação, ajudam investigadores a recolher e analisar dados de estudos e experiências científicas.

O programa, promovido pela Comissão Europeia, é coordenado em Portugal pela UC, tendo como parceiro o Museu da Ciência da UC.

Até ao momento, mais de 2.000 pessoas participam como voluntários neste projeto que, na quinta-feira, pelas 14:00, está presente no estabelecimento Prisional de Castelo Branco.

Sol

O Observatório Astronómico da UC tem mais de 30 mil imagens do sol, resultado de um trabalho de mais de 80 anos de observações diárias.

Do total destas imagens, 15 mil foram digitalizadas e aguardam agora a contribuição de cidadãos não especialistas da área para as observar, identificando e medindo as manchas solares, uma tarefa que demoraria anos a ser realizada por um só investigador.

*JO/Lusa

 

 

Esta entrada foi publicada em Castelo Branco, Ciência e Tecnologia, Destaques. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *