Forças Armadas apoiam protecção civil

Forças Armadas reforçam apoio à proteção civil durante onda de calor dos próximos dias

290 MILITARES NO TERRENO 

Militares das Marinha e do Exército reforçam o apoio à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) com mais 19 patrulhas, num total de mais 76 militares que serão empenhados entre as 08h00 de dia 01 de Agosto (quarta-feira) e as 20h00 de dia 05 de Agosto (domingo), com especial incidência nos distritos de Aveiro, Beja, Braga, Bragança, Coimbra, Évora, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Porto, Santarém e Setúbal. Este reforço surge no seguimento do pedido de apoio da ANPC às Forças Armadas, tendo como objetivo o incremento das ações de patrulhamento dissuasor no período referido, podendo estas ações ser prolongadas no tempo  caso a previsão meteorológica assim o justifique.

A operacionalização destas ações de patrulhamento é efetuada junto dos Comandos Distritais da ANPC respetivos, em consonância com o restante dispositivo de vigilância presente nestes locais e coordenado com o oficial de ligação das Forças Armadas nesse distrito, em articulação com a GNR.

Recorda-se que atualmente já se encontram em missão 211 militares por dia,  em 61 missões de apoio à Autoridade Nacional de Proteção Civil, ao Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) e autoridades municipais.

O apoio das Forças Armadas neste âmbito em concreto traduz-se em seis apoios com equipamentos pesados de engenharia do Exército nos distritos de Aveiro, Leiria, Portalegre, Lisboa, Setúbal e Faro  e quarenta e quatro missões de patrulha da Marinha e do Exército, em apoio ao Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) no âmbito do Protocolo FAUNOS. Este protocolo em particular visa contribuir para o reforço da vigilância e sensibilização das populações em matas nacionais e perímetros florestais, durante o período crítico de incêndios florestais, nos distritos de Viana do Castelo, Vila Real, Bragança, Braga, Viseu, Guarda, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro.

As restantes 11 missões dizem respeito ao apoio às autoridades municipais no âmbito dos protocolos celebrados entre o Exército e os respetivos municípios, sendo três em municípios no Norte (Viana do Castelo, Braga e Boticas), um na área metropolitana de Lisboa (Sintra) e sete no Sul (em Silves, Monchique, Loulé, São Brás de Alportel, Castro Marim, Alcoutim e Tavira).

Encontra-se ainda ativa uma missão de interdição de área no apoio à operação de meios aéreos na recolha de água para o combate a incêndios (“scooping”) na barragem da Régua.

Forças Armadas apoiam Protecção Civil

Forças Armadas apoiam Protecção Civil

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Oleiros com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *