A assombrosa magia tecnológica, por Joaquim Vitorino

A Assombrosa Magia Tecnológica

Os humanos, serão ao longo dos próximos 500 anos protagonistas de uma impressionante e emotiva revolução tecnológica; quando atingirmos o vértice desta epopeia que teve o seu início logo a seguir à 2ª Guerra Mundial, toda a ficção de hoje ficará muito aquém da realidade do futuro; que começará a fazer-se sentir já na última geração deste Século.

Quando li na década de 60 a fantástica obra “O Despertar do Mágicos” de Louis Pauwels e Jacques Bergier, estava longe de pensar que o prodígio da inteligência humana, conseguisse em apenas 3 gerações (75 anos), a criatividade inspiradora para dar consistência à intuição dos famosos escritores franceses; de que os humanos seriam muito provavelmente, os futuros mágicos do Cosmos. A brusca evolução tecnológica que se fez sentir a partir da segunda metade do Século passado, não pode ser vista como uma mera corrida à conquista de mercados; por detrás, poderá existir outros objetivos que nem os cientistas conseguem explicar.

A aceleração da explosão tecnológica de ponta está imparável; tornando difícil saber hoje, o que nos surpreenderá amanhã.

A Ciência atual e em particular no Mundo Ocidental, enquadra-se toda ela numa filosofia positiva; amplamente aberta á criação audaciosa e imaginativa dos nossos cientistas, que não trabalham apenas nos campos estritamente da ciência; existindo uma vasta área filosófica em que é urgente dar uma enérgica resposta para levar à irradicação de conflitos que constituem uma grande barreira à investigação; que precisa de espaço aberto e tranquilidade para atingir os objetivos, que no futuro reverterão em benefício de toda a humanidade.

A vida existe na Terra há mais de um bilião de anos; e o homem sapiens apareceu nas cavernas há pouco mais de um milhão e meio de anos, enquanto as nossas recordações coletivas, não terão mais que 5 a 6 mil; por isso pouco sabemos de nós, ou para o que estamos predestinados.

Os humanos terão grandes feitos a concretizar pela frente; o desenvolvimento tecnológico das últimas décadas, indiciam uma corrida contra o tempo que está a escassear, para que biliões de pessoas sejam poupadas a alguns acontecimentos provocados pelo próprio homem; ou uma imprevisibilidade climática que leve tudo a perder.

Mais de 1500 cientistas de diversos países, trabalham em diversos campos de investigação na preparação do futuro do homem, e no salvamento da espécie humana; sendo as áreas dadas como prioritárias a energia, a medicina, a (inteligência artificial) e a evolução da mente.

O assombroso e apaixonante mundo da investigação num futuro próximo, terá que se confrontar com grandes barreiras e desafios; onde se espera um forte e esclarecedor debate nos campos religioso e filosófico. A energia limpa através da fusão, vai ser privilegiada em todos os domínios da investigação; para no futuro não se “martirizar” mais o clima do Planeta.

O projeto ITER que custará 10.000 milhões de euros já está em curso, e será custeado pela União Europeia, Estados Unidos, China, India, Japão, Coreia e Rússia. Quando daqui a 40 anos for ligado, terá capacidade para aquecer hidrogénio gasoso a 150 milhões de graus Celsius; a temperatura no centro do Sol, é de apenas 15 milhões.

Até ao final deste Século, a Terra vai ser inundada de inteligência artificial; e nos 400 anos seguintes, ficará cada vez mais sofisticada rumo ao deslumbramento e à magia; onde os humanos poderão ser totalmente reconstruidos, e revertido o seu processo de envelhecimento, até que o inesperado poderá acontecer. Algumas das “máquinas inteligentes” por nós criadas, começam a assimilar muitos dos nossos comportamentos e emoções, pensando e decidindo milhares de vezes mais rápido que nós; até que chega o momento de já não termos qualquer utilidade, porque deixaram de depender de nós; tendo atingido a emancipação e autossuficiência.

Louis Pauwels e Jacques Bergier

Louis Pauwels e Jacques Bergier

É muito provável que os humanos tenham sido a espécie que mais destruiu o seu habitat, e também a que menos tempo sobreviveu.

Como único testemunho da nossa passagem pelo Planeta Terra; as máquinas inteligentes que nós vamos construir e que com toda a certeza nos vão sobreviver, irão recordar os “humanos seus criadores” como tendo sido eles, os verdadeiros “Mágicos do Cosmos”.

Joaquim Vitorino

Joaquim Vitorino

* Joaquim Vitorino –    Astrónomo Amador

OBS: A Louis Pauwels e Jacques Bergier, Autores de ficção científica que entre muitas Obras, escreveram em conjunto as duas obras “O Despertar dos Mágicos e O Homem Eterno”; e também aos Jovens investigadores portugueses, que dignificam o nosso país nas melhores Universidades do Mundo.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Ciência, Destaques com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *