PCP questiona Ministério sobre encerramento de escola no concelho da Covilhã

NUNO CRATO SOB FOGO

O PCP apresentou na Assembleia da República um requerimento a questionar o Ministério da Educação sobre o eventual encerramento da escola de primeiro ciclo de Vales do Rio, concelho da Covilhã.

Paula Santos

No documento, cuja cópia foi hoje enviada à agência Lusa, é questionado se “o governo pretende encerrar esta escola, mesmo contra a posição já tomada pelos autarcas nos respetivos órgãos autárquicos e contra a vontade da população” e “qual é a justificação para encerrar esta escola quando tem instalações adequadas, requalificadas recentemente, quando tem sucesso educativo e quando os pais, os professores, as autarquias e a população em geral estão contra o encerramento“.

A deputada Paula Santos, que subscreve o documento, refere ainda que “o eventual encerramento desta escola implica a transferência dos alunos” para uma escola com “condições equivalentes“, que “não tem “refeitório, não tem biblioteca” e onde “há problemas de segurança e de acessibilidades“, lê-se.

O PCP sublinha ainda que a escola a encerrar ” tem condições adequadas para o ensino“, tendo sido “recentemente requalificada“, e que os alunos almoçam no Centro Social da localidade.

Escola de Vales do Rio

Esta intervenção permitiu abrir uma sala de jardim-de-infância, tem uma mediateca e um espaço exterior adequado. Para além disso, desenvolve um conjunto de projetos educativos com entidades locais, fundamentais para os alunos“, refere.

A deputada também dá conta de que “esta decisão anunciada de encerramento da Escola Básica de 1º ciclo de Vales do Rio causou profunda preocupação e instabilidade junto dos pais e encarregados de educação“, e restante comunidade, e que já foi “dinamizado um abaixo-assinado que conta com mais de 300 assinaturas“.

*Jornal de Oleiros/Lusa

Esta entrada foi publicada em Covilhã, Educação. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *