Misericórdia debate papel da família na infância e na velhice

IDANHA-A-NOVA

Sessão de abertura do seminário

A importância da família na infância e na velhice” foi o tema do seminário organizado pela Santa Casa da Misericórdia de Idanha-a-Nova na passada quinta-feira, 15 de maio, data em que se assinalou o Dia Internacional da Família.

O evento decorreu no Centro Cultural Raiano, em Idanha-a-Nova, e colocou em discussão temas relacionados com a neuropsicologia geriátrica, psicomotricidade geriátrica, terapia assistida por animais, entre outras áreas.

Na parte da manhã foram apresentadas comunicações sobre a população sénior e a tarde foi dedicada à intervenção junto dos mais novos, sempre com as relações familiares no centro das reflexões.

Entre os oradores estiveram profissionais da área da saúde, da ação social e da educação.

A sessão de abertura foi presidida pelo presidente da Misericórdia de Idanha-a-Nova, Joaquim Morão, que realçou o papel da formação e dos seminários na melhoria contínua dos serviços prestados pelas instituições de solidariedade social.

Acompanharam o provedor da Misericórdia na sessão de abertura a psicóloga dessa instituição, Susana Duarte, e Sofia Nunes, do Gabinete de Ação Social e Saúde do Município de Idanha-a-Nova.

O evento incluiu dois workshops: um sobre os benefícios das terapias assistidas por animais e outro sobre o papel da animação sociocultural durante a infância e a 3º idade, assim como o seu impacto na família.

Este seminário organizado pela Santa Casa da Misericórdia de Idanha-a-Nova contou com o apoio do Município de Idanha-a-Nova.

Esta entrada foi publicada em Destaques, Idanha-a-Nova, Inclusão. ligação permanente.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *