Festival promove prato típico de aldeia da Covilhã

ESPERADOS DEZ MIL VISITANTES

Cartaz

O FestiVales – Festival do Brulhão, que pretende promover e preservar um prato típico de Vales do Rio, aldeia do concelho da Covilhã, deverá receber cerca de dez mil pessoas, disse à Lusa um elemento da organização.

João Paulo Vaz recordou que ao longo das cinco edições realizadas, o FestiVales tem vindo “sempre a crescer“, tendo em 2013 cativado mais de seis mil pessoas, número que, em virtude de algumas alterações, deverá, este ano, chegar às dez mil pessoas.

Este ano, o festival realiza-se nos dias 17 e 18 de maio [sábado e domingo], ou seja, prolonga-se pela primeira vez por dois dias e isso, a juntar à maior divulgação, ao maior número de tasquinhas e expositores (passam de 28 para 34) e ao facto de termos como convidado um ‘chef’ de renome (Alexandre Silva do restaurante Bica do Sapato), cria as condições para que se atinja esse número de visitantes“, disse.

De acordo com a organização, a aldeia será decorada com elementos tradicionais como carros de bois, bilhas de azeite, cantareiras, carroças, bem como outros elementos ligados às tradições da terra e da Beira Baixa, e os visitantes podem contar com muita música, animação de rua e folia, barraquinhas de exposições/venda de artesanato.

Atividades que, segundo João Paulo Vaz, terão sempre a tónica no tradicional, de modo a não desvirtuar o certame, de tal forma que a organização instituiu como regra que no local só estejam presentes produtos gastronómicos ligados à região.

É permitida a chanfana, os enchidos ou os peixinhos da horta, mas não aceitaremos que haja cachorros e hambúrgueres ou qualquer outra ‘fast-food’“, sublinhou.

O responsável adiantou ainda que a organização deste festival, que envolve cinco associações de Vales do Rio, também tem um projeto paralelo que pretende concretizar, exatamente com as verbas que vai angariando com as diferentes edições do evento.

Queremos criar a Casa do Brulhão, que basicamente será um centro interpretativo do Brulhão, no qual as pessoas ficarão a conhecer a história e especificidades deste produto gastronómico. Pretendemos ainda que o espaço também tenha um restaurante e que os visitantes possam, se assim o entenderem, participar na confeção do respetivo prato“, esclareceu.

O brulhão é um produto gastronómico confecionado à base de carnes de porco e arroz. É cozinhado dentro do estômago da cabra e assemelha-se aos maranhos da Beira Baixa, mas tem como principais diferenças o facto de ser à base de carne de porco e não de vaca e de ser aromatizado com serpão (erva semelhante ao tomilho), enquanto o maranho é aromatizado com hortelã.

*Com gentileza da Lusa

Esta entrada foi publicada em Covilhã, Destaques. ligação permanente.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *