XII Festival das Sopas Tradicionais bate recorde de participações

PROENÇA-A-VELHA

O XII Festival das Sopas Tradicionais reuniu no fim-de-semana em Proença-a-Velha um total de 113 sopas, numa edição que voltou a bater o recorde nacional com mais uma participação que no ano passado.

Naquele que é o maior certame nacional dedicado a este prato, foram consumidos milhares de litros de sopa pelos muitos de visitantes que aproveitaram o bom tempo para desfrutar da gastronomia do concelho de Idanha-a-Nova.

Particulares, instituições e restauração de toda a região puseram à prova os seus dotes culinários na eleição das melhores sopas locais. A maior representação coube à freguesia de Proença-a-Velha que, nesta edição, apresentou 56 sopas a concurso.

O valor gastronómico e cultural do receituário tradicional e a forte participação da população local foram aspetos enaltecidos pela organização do evento.

O presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, observou que a sopa “é um dos pratos mais apreciados pelos portugueses”, que estão entre os maiores consumidores de hortofrutícolas por pessoa.

Helena Silva e Armindo Jacinto

A razão para isso, sustentou o autarca, reside na grande qualidade e diversidade das receitas.

Por seu lado, a presidente da Junta de Freguesia de Proença-a-Velha, Helena Silva, salientou que o festival já está firmemente enraizado entre a população da aldeia.

É uma festa que, desde início, foi feita pelo povo e para o povo. Foi crescendo e hoje é um orgulho dizer que este é o maior festival de sopas do país, com mais de uma centena de participações”, afirmou Helena Silva.

O XII Festival das Sopas coincidiu com o XII Encontro de Acordeonistas e Tocadores de Concertina, que trouxe ao recinto da festa a melhor animação tradicional.

O certame permitiu ainda promover o território e dinamizar a economia local, contando com a presença de dezenas de produtores da região.

Esta iniciativa foi uma organização conjunta do Município Idanha-a-Nova e da Junta de Freguesia de Proença-a-Velha, promovida pela Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa e pelo PROVERE e cofinanciada pelo QREN, no âmbito do Programa Mais Centro e da União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Vencedores do XII Festival das Sopas Tradicionais

Particulares Instituições/ Associações Restauração
Sopa de Peixe – Joana Dias (Proença-a-Velha) Sopa Alentejana – Comissão de Festas Sr. do Calvário (Proença-a-Velha) Sopa de Cogumelos – Tasquinha do Manteigas (Idanha-a-Nova)
Sopa Fria – Júlia Batista (Rosmaninhal) Sopa de Cogumelos – Mascal (Ladoeiro) Sopa de Peixe – Restaurante “Telheiro do Abílio” (Castelo Branco)
Sopa de Cogumelos com Ovos Escalfados – Tiago Santos (Proença-a-Velha) Gaspacho d’Aldeia – Grupo “Cantigas d’Aldeia” (Monfortinho) Sopa “À Pelourinho” – Café -Esplanada “O Pelourinho” (Proença-a-Velha)
Esta entrada foi publicada em Destaques, Economia, Idanha-a-Nova. ligação permanente.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *