CGTP arrasa documento do Governo

FORTES CRÍTICAS AO DOCUMENTO ESTRATÉGICO ORÇAMENTAL

Arménio Carlos

A CGTP-Intersindical, em comunicado dirigido às redações, argumenta em dez pontos, contra as medidas anunciadas pelo Governo no Documento de Estratégia Orçamental 2014-2018 (DEO) assumindo desde logo que “«sai a troica» mas ficam os «troicanos» do Governo para prosseguir  e intensificar as injustiças, as desigualdades, o empobrecimento dos trabalhadores e do povo”.

Ao longo dos dez pontos que constam no comunicado, a CGTP faz uma revisitação à argumentaria que tem sustentado o seu caminho nos ataques à política governamental nos últimos três anos em que Portugal tem estado sob intervenção da troika. Política de exploração e empobrecimento, política de exploração sobre os mesmos de sempre, manutenção da Contribuição Extraordinária de Solidariedade, diminuição do emprego e roubo de salários na Administração Pública, aumento das contribuições para a Segurança Social, manutenção de uma inaceitável taxa de desemprego, ataque ao Setor Empresarial do Estado, demagogia nas intenções de garantir a sustentabilidade da segurança social, pagamento de juros da dívida em 2018 que excede o custo atual do Serviço Nacional de Saúde, um fraco crescimento económico no período, sempre inferior a 2%, a que se junta o aumento do IVA.

Manifestação da CGTP

A conclusão que a CGTP tira é a de que, tudo isto fará com que, os efeitos sejam negativos no crescimento da economia, exigindo que o Presidente da República vete estas medidas, sob pena de se tornar, uma vez mais, conivente com uma nova violação da Constituição da República Portuguesa.

Esta entrada foi publicada em Destaques, Política. ligação permanente.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *