O LIVRE afirma querer ajudar a reconstruir o que hoje é desfeito

DIA MUNDIAL DA TERRA

Comemorou-se hoje, o Dia Mundial da Terra. A propósito desta celebração, o partido LIVRE em comunicado feito chegar à nossa redação, reafirma o compromisso “com o futuro do planeta” e chama a atenção para o que considera “alguns retrocessos recentes em matéria de política pública de ambiente em Portugal”, nomeadamente no que diz respeito ao facto de a Lei de Bases do Ambiente ter sido “significativamente reduzida e os contributos da sociedade civil completamente descartados pelo governo”.

 

Planeta Terra

O LIVRE tem como um dos eixos principais do partido, a Ecologia, pelo que salienta no comunicado que a ação política em Portugal, na Europa e à escala global, neste século XXI, “deve tomar seriamente em consideração as preocupações dos cidadãos em relação ao estado atual do planeta”.

O declínio da biodiversidade, as alterações climáticas, a desertificação dos solos, a poluição das água, são alguns dos problemas que preocupam o LIVRE que aponta a necessidade “para enfrentar estas dificuldades”, com a urgente aplicação de políticas progressistas, tanto mais que o conhecimento necessário para o fazer “já existe e está disponível“, afirma ainda o LIVRE.

 

Papoila, logo do LIVRE

 

Assumindo a inspiração do Dia Mundial da Terra e cumprindo com a sua missão, o LIVRE quer deixar uma mensagem de esperança aos portugueses: “o que hoje é desfeito o LIVRE ajudará a reconstruir. Assim queiram os portugueses e assim será feito com a ajuda de todos”.

 

Esta entrada foi publicada em Política. ligação permanente.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *